• Postado por Tiago

INTERNA-_abre-esquerda_leão-do-imposto-de-renda_internet.j-pg

Leão aliviar um pouco a mordida que dá nos trabalhadores brazucas

Já tá valendo a nova tabela de cálculos do imposto de renda da pessoa física, que sofreu uma correção merreca de 4,5%. Agora, o limite de isenção do imposto pra quem tem desconto direto na fonte, como é o caso do pagamento de salários, é de para R$ 1.499,15. Até antes do 1º do ano esse limite era de R$ 1.434,59.

A correção faz parte de um acordo que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou com as centrais sindicais em 2006. Em toda virada de ano as faixas salariais, para efeito da mordida que o leão do imposto de renda dá nos trabalhadores brazucas, serão reajustadas em 4,5%. A primeira das correções passou a valer em 1º de janeiro de 2010.

O problema é que este é o último ano do acordo. Até agora, governo e representantes das centrais sindicais não sentaram pra renegociar a correção. Mesmo o reajuste sendo pequeno, a medida é uma boa pros trabalhadores, porque livra milhões de pessoas de pagarem o imposto de renda na fonte, ou seja, direto na folha de pagamento.

Nesse último ano do acordo, a peãzada que ganha até R$ 1.499,15 e que não tenha oficialmente outra fonte de renda tá livre das mordidas do leão.

Além do reajuste dos valores nominais que servem como base para o desconto do imposto de renda, desde o ano passado tá valendo o escalonamento para o pagamento do tributo em quatro faixas salariais: 7,5%, 15%, 22,5% e 27,5% de recolhimento. Antes eram apenas duas.

  •  

Deixe uma Resposta