• Postado por Tiago

A Associação de Deficientes Visuais de Itajaí e Região (Advir) promove no próximo dia 10 de julho, às 20h, no salão da Sociedade Almirante Barroso, um jantar dançante beneficente.  O prato principal do jantar são variedades diferentes de massas. A intenção do baile é arrecadar fundos para a entidade, que praticamente não se mantém apenas com o dinheiro do convênio com a prefeitura. A organização ainda não definiu a banda que irá tocar durante o encontro, mas deve anunciá-la ainda esta semana.

A Advir atravessa uma fase turbulenta de inviabilidade financeira.  Conforme a entidade, a prefeitura repassa mensalmente pouco mais de R$ 4,5 mil, valor que mal cobre o salário de dois funcionários e as inúmeras despesas com os projetos desenvolvidos na casa.  Para piorar, os pneus da Kombi que faz o transporte dos associados estão em péssimo estado e ameaçam até mesmo a segurança dos passageiros.

“Também não temos motorista contratado, mas sim um voluntário que trabalha durante as terças e quintas-feiras”, revela a secretária da Advir, Tatiana Carlini.

O jantar dançante pretende arrecadar fundos também para a contratação de um motorista provisório, durante um período de dois a três meses.

Presidente Vanildo Inácio Vargas continuará à frente da Advir –  Depois de anunciar que abriria mão do cargo para a eleição de uma nova chapa, o atual presidente da instituição confirmou que permanecerá a pedido dos próprios funcionários. “Nós o convencemos com o argumento de que não se mexe em time vencedor.  A Advir ganhou muita credibilidade desde que o senhor Vanildo assumiu a casa”, salientou Tatiana.

A associação trabalha hoje também com crianças de sete a 12 anos.  Cerca de nove jovens com deficiência visual de cidades como Itapema, Penha, Balneário Camboriú e Itajaí participam de cursos como a oficina de Braille e Orientação e Mobilidade.

  •  

Deixe uma Resposta