• Postado por Tiago

Parece que é verdade a declaração da irmã de Michael Jackson, La Toya, de que o mano valia mais morto do que vivo. A última da indústria cultural foi transformar o popstar, morto em 25 de junho, em personagem de mangá, aqueles quadrinhos japas, que viraram febre entre os adolescentes.

O professor de mangá, Fabio Shin conta que a ideia de fazer um mangá de Michael já rolava pra comemorar a volta dele aos palcos, mas como ele bateu as botas, o enredo será mudado.

Além da biografia, o projeto explora o que há de melhor no mangá, que é o destaque para as emoções humanas, sonhos, pesadelos, conflitos internos e fantasias. Isso só será possível porque todos os envolvidos são fãs do artista.

O desenho é de Rafael Kirchner e o roteiro, de Ledo Vieira, um estudioso da vida do artista e um dos organizadores do maior fórum realizado no Brasil, o “MJ Beats”. Michael também era um grande fã da cultura japonesa e até arriscava uns traços.

  •  

Deixe uma Resposta