• 18 jun 2009
  • Postado por Tiago

Explica aí

Deve haver alguma punição para a empresa que detonou o casarão no centrão de Itajaí, se a sacanagem foi ilegal. Afinal, tudo fica muito evidente quando se tocou a máquina em plena noite de um feriado.

Nada a ver

Agora, os comentários maldosos que circularam nos corredores do ex-aquário peixeiro de que o magistrado que caneteou a derrubada e que está prestes a ganhar o título de cidadão itajaiense não o merece é bobagem. Não se pode querer misturar uma coisa com outra.

Agora phode tudo?

Ainda no rastro do prédio histórico demolido: o vereador Nikolas Reis (PT) usou da tribuna e lascou sobre o plano diretor do município, que foi revogado por conta da praia Brava. “Se o problema é a praia Brava, deveriam focar apenas essa questão. Até porque o código antigo que voltou a vigorar é muito mais permissivo”, debulhou o vermelhinho.

Cara de paisagem…

E depois tem que se manter a crítica na espinha do alcaide Jandir, que chamou o Nilton Dauer e mandou-o juntar as tralhas da Famai e sair fora, respeitando uma ordem judicial. Contudo, o seu secretário de Planejamento e Orçamento, Rogério Benitz, comeu um pedaço de uma rua. A dona justa mandou demolir e o município faz cara de paisagem. Daí…

Sinto-me ultrajado!

O historiador e chefe de gabinete do prefeito, Edison D’Ávila, afiança que o conselho municipal do patrimônio histórico e cultural é formado por pessoas que estão desde o governo passado na função, e que ele está fora há mais de seis anos. “É necessário que o conselho assuma e aja na preservação do nosso patrimônio”, sentencia D’Ávila.

Não tira da reta

D’Ávila diz ainda que não se exime, mas questiona o porquê do conselho não encaminhar ao prefeito Jandir Bellini os projetos de tombamento das edificações históricas. “O prefeito foi um dos primeiros a promover o tombamento de imóveis históricos”, relembra. “Sinto-me como todos os itajaienses com a demolição da casa Olimpio Miranda. É necessário que o conselho se faça presente, caso contrário, outros patrimônios serão derrubados”, prevê o abobrão.

Morte anunciada

D’Ávila debulha também que foi um absurdo construírem o berço do Teconvi colado com o prédio da antiga alfândega, que tá todo escorado. “Com a movimentação dos contêineres a edificação não vai resistir. É uma morte anunciada, infelizmente”.

Chamou de abilolado?

O perrengue da empresa Coletivo Itajaí continua rendendo na casa do povo peixeiro. O vereador bigodudo Laudelino Lamim (PMDB) não gostou nem um pouquinho das críticas do Toninho Campos Silva, do jornal O Tempo, dizendo que essa luta de Lamim é um atraso mental. Eita, lasqueira!

Não é por aí

Lamim foi pra tribuna e debulhou que “ele deve estar ganhando o dele, através de anúncios da empresa, mas não vou parar e já tenho milhares de assinaturas no meu projeto de rever a licitação pra essa empresa que não vem prestando um bom serviço”, caceteou o peemedebista.

Do lado do Rizzi

Os vereadores Paulinho Amândio (PDT) e Elói Camilo da Costa (PMDB) defenderam a empresa. Paulinho, que só anda embarcado num baita possante, disse que vê reclamações sobre a saúde e educação em Itajaí, mas não escuta quase nada pra cima da empresa Coletivo Itajaí. Deve estar ficando surdo…

Deu risada

Já o vereador do Vassourão, que vive às turras com Lamim, disparou que todas as excelências excelentíssimas votaram favoráveis a Coletivo e ao aumento da tarifa. Lamim encrespou o bigode e respondeu que não foi unânime. Elói botou pra dar risada e saiu do recinto.

Não pegam busão

O Lamim foi infeliz ao responder às críticas do Toninho da maneira como o fez. Já Paulinho Amândio e Elói Camilo vivem com os glúteos grudados em suas carangas, nem sabem o que é andar de busão. Aliás, ando embarcado direto e confesso que é a coisa mais difícil do sul do mundo encontrar um político pendurado em um buso. E nem me venham dizer que estou fazendo demagogia.

PTB mostra a cara

O gordinho João Armando Santos, que é o novo presidente do PTB peixeiro, reúne a sua nova executiva no próximo domingo, quando pretende fazer uma avaliação do governo Jandir e decidir se cai ou não na oposição.

Dá sinais…

O PTB tá mais pra cair de pau e fazer oposição do que pra se aliar, até porque o cargo do ex-presidente, pastor Nilson, que é secretário da Criança e do Adolescente, é do Samuel Francelino e não da sigla. E depois o João Armando e o secretário geral do partido, Alcides Amorim, deram uma chegadinha no congresso do PPS que anda com o bico inchado com o governo. Daí…

Ai, Jisuis!

A declaração da primeira dama Lourdes Bellini no jornal O Tempo pegou muita gente de surpresa. A muié lascou que o Nikolas Reis, um dia, vai ser prefeito de Itajaí. “Pena que está no partido errado”, detonou sem dó. Hummm…

Nem te ligo

Estou coçando a minha cachola e me perguntando aonde tá a grana do Fundo Municipal de Reequipamento do corpo de Bombeiros (Funrebom), que no entendimento deste leigo escriba é inconstitucional…

Pau velho detonado

Os valentes combatentes do fogo levaram um pau-velho da corporação pra ser consertado numa concessionária de Itajaí e os caras não quiseram nem saber. A alegação é que os bombeiros estavam devendo os tubos…

  •  
  • Categorias: JC

Deixe uma Resposta