• 22 jun 2009
  • Postado por Tiago

Vai achar um jeito

O homem pássaro, Edson Periquito (PMDB), e comitiva conseguiram a promessa do governador bigodudo LHS de um estudo jurídico para doação definitiva da Santur, na Maravilha do Atlântico, pra construção de um Centro de Eventos.

Entre bicos

Só que, ao mesmo tempo, LHS quer que Periquito converse com o atucanado vice-governador Leonel Pavan (PSDB) para discutir o assunto em conjunto, já que existem outros projetos em andamento para o bendito centro de eventos, há mais de dois anos, sob a batuta de Pavan, secretaria estadual de Turismo, e com previsão de investimentos da iniciativa privada.

Não é só do governo

A doação da área não é tão simples, pois pertence a uma empresa de economia mista, a Santur, portanto com outros acionistas, além do governo. O ex-prefeito galego, Rubens Spernau (PSDB), também já tinha devolvido ao estado, por se tratar de um comodato, ou seja, com tempo limitado, uma espécie de empréstimo.

Tirar o escorpião do bolso

Tudo isso tem quem ser bem discutido, afinal, tem que se saber de onde virá à grana pra construir o centro de eventos. Será que os hoteleiros e o comércio, também, vão concordar em abrir a mão um pouquinho e investir? É esperar e conferir o encontro das aves…

Criando vergonha

Na semana que passou, mudou alguma coisa no paço da Vila Operária. O ex-homem dos galináceos (PP), com seu jeitinho maroto, aos poucos, parece que vai colocar a casa em ordem. Agora, quem vai ao balcão do DRH da prefa já não encontra mais aqueles terceirizados ou funcionários de bancos trabalhando, ops, atrapalhando ali dentro.

Escorregando um ai?

Também pudera, segundo as línguas afrouxadas do paço, a Caixa, num e noutro lugar, ofereceria 2% de comissão a um ou outro barnabé pra fomentarem a liberação de empréstimos aos servidores. Isso não seria uma forma de propina? Pois de acordo com o Banco Central, esse tipo de comissão só é permitida a empresas do ramo, que paga imposto e emite nota fiscal pelos serviços prestados às instituições financeiras que estrebucham micro-crédito aos trabalhadores. Oh, gente linguaruda!

Vou saber?!

Os linguarudos de plantão alardeiam que o Orestes Marques, da empreiteira Kaby, afirmou que nunca teve nada com a prefeitura de Itajaí. Por que será, então, que seu filho, Marcio Tassior Marques, tem um cargo no Porto de Itajaí, como gerente de Suprimentos e Patrimônio? Lógico que é tudo coincidência.

Troca de gentilezas?

O deputado Paulinho Bornhausen (DEM) esteve no ex-aquário peixeiro, na última sessão da semana que passou. Usou a tribuna e falou sobre a aprovação de destaque, viabilizando milhões pra dragagem do porto de Itajaí. Todos os presidentes das bancadas dos respectivos partidos puderam falar. 

Nikolas debulhou

O líder do PT, Nikolas Reis (PT), que parecia desconfortável, falou e falou. Nos bastidores lembrou de release sobre o assunto, onde a senadora Ideli Salvatti (PT) fez questão de constar que Paulinho não tava no plenário, o que poderia ter prejudicado a votação da matéria.

Geraaaaldooo envagetador?

Já o vereador bigodudo Laudelino Lamim (PMDB), quando agarrou o microfone, lascou que Itajaí recebeu uma merreca do governo estadual pra comprar terrenos e construir casas pro pessoal que se danou todo na enchente.

Pediu pro Paulinho ajudar

Descascou que o presidente da Comissão Reação, o ex-senador Geraldo Althoff, do mesmo partido do Paulinho, teria engavetado os pleitos de Itajaí. “O senhor poderia gestionar com o governo do estado para mudar essa situação”, pedinchou Lamim.

Zé do Codetran

O boa praça Zé Bellini, chefão do Codetran, tá fazendo um bom trabalho no órgão. Na semana que passou, realizou uma blitz educativa com o pessoal da ortopedia, conscientizando os motoras de Itajaí, das conseqüências de se dirigir inconsequentemente e deitar o beiço na cachaça antes de pegar o volante.

Partido do Dalírio…

O presidente do PSC de Itajaí, Dalírio Anselmo da Silva, é outro que gosta de mamar, digo, pular de um governo pro outro. Esteve alojado no governo do Volnei Morastoni. E, agora, na surdina, foi nomeado como mais um abobrão da secretaria de Habitação de Itajaí. O pior é que sem avisar ninguém. Nem seus partidários, que estão puteados com a farinha pouca, meu pirão primeiro…

Chororó danado

O ex-prefeito barbudinho, Volnei Morastoni (PT), esteve no programa Balanço Semanal, comandado pelo Marcelo Sodré (PDT), e Adiel Truppel (PMDB), e falou sobre a Operação Influenza. Como não perde a barda, bateu no DIARINHO e na TV Brasil Esperança. VM continua se fazendo de coitado, com a cantilena de eterno injustiçado.

Trabalho jornalístico

VM mostrou sua cara quando pegou o poder e acabou se perdendo quando deixou de ser deputado para ser prefeito. Hoje, gosta de encher a boca pra meter o pau no DIARINHO. Se esquece que, quando andava com o pé cheio de barro, e ninguém lhe dava espaço, o DIARINHO, democrático e plural, lhe dava voz. É sempre assim, quando o fato lhe é ruim, os políticos gostam de atacar a imprensa…

Provas contaminadas

VM alardeia que tudo foi uma armação, quando na verdade a juíza federal conceitua que as provas foram contaminadas. A juíza não disse, em nenhum momento, que o processo foi enterrado ou julgou os denunciados inocentes. Ela simplesmente desconsiderou provas que julgou ilegais. Mas isso nao significa que os envolvidos tenham ganhado diploma de anjos… Então, o ex-prefeito deveria ter cuidado com sua verborragia. Volnei perdeu a eleição sozinho, e por burrice.

Deu uma puxada…

O ex-vereador Luis Plácido entrou no ar, no programa Balanço Semanal, e deu uma baita puxada no ex-prefeito VM. Disse que era pra ele descansar e que isso iria levá-lo de volta ao paço da Vila Operária.

  •  
  • Categorias: JC

Deixe uma Resposta