• 27 jun 2009
  • Postado por Tiago

De um lado e de outro…

Há quem diga, do lado do PP, que o presidente Lula, que oficializou o ministério da pesca, em Itajaí, estivesse estressado. E que teria sofrido pressão política, afinal aportou em Itajaí e não deu um cheguinho em Brusque e Joinville, que são comandadas pelo PT.

Tudo 10

Já do lado do PT, o papo é que estava tudo 10. Que a vinda de Lula reforça o compromisso com o município. E que Lula é presidente de todos os brasileiros, assim como Jandir é prefeito de todos os itajaienses.

Poder é phoda

Estar fora do poder é phoda. O ex-prefeito barbudinho, Volnei Morastoni (PT), tentou entrar no recinto onde estava o presidente Lula, entre outros bagrões, e foi impedido pela segurança. Nem acionando o celular conseguiu marcar presença.

No gargarejo

Uma pá de artoridades, entre elas a deputada estadual Ana Paula Lima (PT), e Debinha Malvadeza (PMDB), ficaram na tchurma do gargarejo. Enquanto isso, o ex-chefão da Pesca, o galego José Fritz (PT), ganhou direito a estar no palanque do centro de eventos.

Cobrou na tampa

O prefeito Jandir começou bem o seu discurso pra depois dar aquela cobrada básica na questão da via expressa portuária e nas obras do porto que caminham a passos de tartaruga.

Tapa de luva de pelica

Na fala do barbudão do Lula, ele respondeu a Jandir que nunca perguntou a qualquer prefeito e nem a um governador de que partido eram e usou, como exemplo, o bigodudo governador LHS.

Problemas da prefa

Lula lembrou que o governo federal liberou R$ 300 milhões para o Porto e que a via expressa portuária não saiu por problemas da prefa. Mas que o DNIT ia assumir a obra e que gostaria de estar neste momento para inaugurá-la.

Quase brecaram

Depois do blablablá, Lula entrou numa salinha, sob os olhares agoniados do seu staff, que lembravado baita atraso. O alcaide Jandir ia entrar e foi barrado por um segurança. Quem interviu foi a vice-prefeita Dalva Rhenius (DEM): “Você vai barrar o prefeito da cidade em que você está?!” E Bellini entrou…

Pedinchos

O prefeito Jandir e o superintendente do porto, Antonio Ayres, entregaram um ofício pedindo: dragagem e aprofundamento nos canais de acesso para 12 metros e 50; ampliação da bacia de evolução do complexo portuário pra atender os baita navios que chegam até 320 metros; recuperação do molhe (Navegantes), via expressa e ampliação do convênio de municipalização por mais 15 anos pra permitir que investimentos privados possam ser obtidos com mais atratividade.

Deleite?…

O presidente do PT de Itajaí, Felipe Damo, disse que ver o prefeito Bellini, Edison D’Ávila entre outros abobrões que classifica como “direita clássica de Itajaí” aplaudindo um torneiro mecânico que chegou à presidência é um verdadeiro deleite. Que coisa, meu povo!

DEM lá

O Democratas fez uma visita oficial ao ex-homem dos galináceos, Jandir Bellini (PP). Estavam lá a Dalva Rhenius, Luiz Carlos Pissetti, Douglas Cristino, Paulinho Bornhausen, João Omar Macagnan, além de suplentes de vereadores, entre outros medalhões do partido.

Marejou os zolhinhos

A iniciativa teria partido do capo João Macagnan, durante um encontro no início da semana na casa do barbudo Douglas. Os democratas tavam rasgando a boca numa detonação, um chororô medonho de que falta isso e aquilo… Uma loucura!

Será que depois vem pau?

Macagnan então perguntou, como quem não quer nada, se já tinham ido agradecer; que Jandir ainda tinha mais três anos e meio de mandato e não podiam fingir que não era com eles. Todos fazem parte do governo. Foi mais de uma hora de massagem no ego de Bellini, que esticou os zolhinhos em lágrimas de emoção.

Recado pra Itajaí

A eleição do presidente do Parlamfri, que reúne os legislativos dos 11 municípios, foi um recado pra classe política, segundo análise do topetudo líder do governo Osvaldo Gern (PP).

Já prometeram demais

Afinal, a iniciativa partiu daqui. Só que enquanto todos dormiam tranquilos, o vereador de Penha, tendo o apoio do deputado estadual Debinha Malvadeza (PMDB), pedinchou votos em todas as câmaras e conseguiu se eleger. Todos sentiram que foi uma espécie de golpe. Legítimo, na essência.

O que pega

A questão é que desde o tempo do alemão Arnaldo Schmitt (PMDB) que os candidatos de Itajaí saem daqui e vão pedinchar votos nos municípios da região. E, o pior, acaba não se comprometendo porque em seguida caem na disputa ao paço, se elegem e os votos vão pro ralo.

Nem te ligo

Foi assim com o barbudinho Volnei Morastoni (PT) e também com Jandir Bellini, que se elegeram deputados e depois, cagando e andando pro voto pra estarem na Leleia, foram ser prefeitos. Isso apenas pra tocar na ferida dos últimos anos. A análise e o recado são simples: vocês já pediram demais…

Candidatos daqui

O Gern estrebuchou na tribuna que é necessário votarmos em candidatos daqui. “Balneário Camboriú elegeu dois deputados estaduais, um senador e depois um vice-governador e um deputado federal, e nós estamos sem representação”, acentuou o topetudo progressista.

Até em outros jornais…

O slogan do DIARINHO, o jornal que é notícia até em outros jornais, tem tudo a ver. A propaganda que vem sendo veiculada no nosso DIARINHO de todos os dias da Gororoba do JC foi estampada no semanário “Jornal Gente”. Eita, coisa!

  •  
  • Categorias: JC

Deixe uma Resposta