• 27 jul 2009
  • Postado por Tiago

Gororoba do JC

A 3ª Gororoba, que aconteceu no último sábado, reuniu o PIB político da região e do estado. A presença do ex-governador Esperidião Amin (PP), da senadora Ideli Salvatti (PT), dos deputados federais Paulinho Bornhausen (DEM), Ângela Amin (PP), João Mattos (PMDB), além dos estaduais, Dado Cherem (PSDB), Deba Malvadeza Cabral (PMDB), Dagomar Carneiro (PDT), já mostrou que a salada, ops, Gororoba tava feita…

Uma penca

Prefeitos, vices, vereadores, secretários, assessores, diretores e os eternos ‘puxas de plantão’ se acotovelaram no salão do Tiradentes para forrar os zovidos e esticar o beiço nas conversas que rolaram nos grupos que se formaram. Rolou papo daqui e dali. Foi uma prévia pro ano eleitoral do ano que vem…

Mesa coloridas

Parece até que o bufe do Dujuon, que fez a rangaceira que encheu o bucho dos presentes, sabia que o evento era, digamos, multi colorido. Teve mesa do PV, PDT, PT, DEM, PP, P esse e P aquele e por aí afora…

Não tem preço…

O Mastercard paga uma porrada de coisa (eita propaganda furreca na coluna, hein), mas o Volnei abraçadinho com o Jandir, ou seria o Jandir abraçado com Volnei, não tem preço… Nem que seja por alguns segundos.

Todo mundo lá…

O reitor da Univali, José Roberto Provesi, também compareceu à festa. O vice-governador Leonel Pavan (PSDB), em telefonema se desculpou pela ausência, devido a compromissos do cargo. Mas, além de familiares seus, representaram o seu staff bicudo, Gil Koeddermann e o secretário regional, Gilberto Gadotti. LHS foi outro que não foi, mas mandou saudações a este colunista. O homem do bigode estava acompanhando o Festival de Dança de Joinville.

Prato principal?

A ex-vice-prefeita, Eliane Rebello, e o presidente do PMDB, Omar Baga, que tinham confirmado a presença durante uma visita à choupana do escriba, na sexta-feira, não deram as caras e acabaram sendo um dos pratos principais. Isso depois do acasalamento do Manda-Brasa com o PP do ex-homem dos galináceos.

Pra não gerar?

Se o intuito foi não gerar mais comentários, o tiro saiu pela culatra. O vereador bigodudo Laudelino Lamin, sem medo de ser feliz, não se intimidou e circulou na Gororoba. Seu colega do Vassourão, o sempre governo Elói Camilo da Costa, também deu o ar da sua graça.

Núcleo duro

Os petistas se reuniram, um pouco antes de dar as caras na Gororoba. Na pauta a novela sofrida e interminável do porto de Itajaí. Ideli garante que esta semana terá novidades e o ex-prefeito barbudinho, Volnei Morastoni, pode sim ser chamado para ajudar. O que se espera é que tenha poucos capítulos a seguir.

Vamos explicar

É necessário que se explique tim-tim por tim-tim essa história que envolve a Portonave, Teconvi, Porto de Itajaí etc e tal. Afinal, tem muita fumaça no ar, o que se pressupõe uma fogueira que arde sem fim. Estaríamos nós desse lado de cá da vala sendo engabelados?

Cadê as excelências?

Já passou da hora do nosso amado ex-aquário peixeiro e nossos heróis, as excelências excelentíssimas, começarem a fazer o dever de casa e analisar essa situação que envolve o porto e o Teconvi. Aliás, passou da hora…

Manoels apareceram

Os ex-vereadores Manoel Rodrigues da Conceição, o Nelinho (PPS), e o Manoel Jesus da Conceição, o Maneca do PT, também forraram o bucho na Gororoba e ficaram com seus companheiros. Ops, Nelinho com o PPS e PV, e Maneca com PT, VM e Cia.

Não pode

O presidente do PMDB peixeiro, Baga, não perdoa e diz que peemedebistas que não concordaram com a entrada do ‘Manda-Brasa’ no governo, deveriam ter ido ao diretório e votado contra. Só que na hora apenas três não apoiaram o enlace, entre eles o ex-chefe de gabinete de VM, o Adiel Truppel.

Vai e volta… Parece couro daquilo…

O baixinho intisicado, Denísio Dolásio Baixo, saiu do PMDB e foi para o PSB. Depois saiu do PSB e voltou pro PMDB. Agora (ufa!), saiu do PMDB atirando que não concorda com a ida da sigla para o governo. E vai voltar… para o PSB. Ele e um ex-empresário do ramo imobiliário é que devem tocar a sigla.

Mijou fora…

Os partidos pequenos, que não foram dominados, ou seriam domesticados por estas paragens, estão sofrendo intervenção em terras peixeiras. Basta não seguir o que querem os abobrões de instâncias superiores. Ou seja, mijou fora da pichorra, tá fora…

Num prigunta isso!

O carecão Evandro Argenton perguntou para a loirosa Susi Bellini (PP), no programa Buscando Soluções da TV Brasil Esperança, o que ela achava da entrada, ops, vinda do PMDB no governo. A vereadora ‘me chama que eu vou ser candidata à deputada´, engoliu em seco e disse que era importante e cosa & losa…

Eita coisa!

Não é segredo para ninguém que um dos partidos que reviraram as entranhas por dentro foi o PP, que teve que engolir, em seco, sem nem um golinho d’água a entrada do Manda-Brasa que além da secretária de Habitação, subprefeituras da Fazenda e Itaipava, vão ter mais trocentos cargos espalhados pelo governo JB.

Fuçada na festa

O vereador Ivo Fleith (PSDB), das Piçarras, tá querendo fuçar no contratinho e demais documentações da 9ª Feira de Negócios e Atrações de Balneário Piçarras, a Fenaj, encerrada no domingo (19). Ivo diz que, no ano passado, quando a feira foi inteiramente feita pela prefa, a facada foi de apenas cinco pilas.

Só o cabo de fora…

Ivo detona que este ano o prefeito Umberto Peixeira, o Pingüim, tacôuli a faca, cobrando 30 reais pelos ingressos na hora (!!!) para os shows nacionais. O resultado, para a oposição, foi um verdadeiro fiasco, pois os shows não lotaram – o maior público foi apenas na sexta-feira à noite-, na lambança dos emos do NX Zero.

Fraquinho, fraquinho…

Nem os três shows nacionais sertanejos do último sabadão (18), que eram o filé da festa, lotaram o pavilhão.

  •  
  • Categorias: JC

Deixe uma Resposta