• 08 set 2009
  • Postado por Tiago

Tráfico de influência?

A revista Isto É desta semana, que chegou às bancas no final de semana, traz reportagem onde relata o suposto tráfico de influência nas obras do porto de Itajaí, do genro do presidente Lula da Silva, o assessor parlamentar Marcelo Sato. A investigação foi deflagrada pelo Ministério Público Federal, sob o comando do procurador Marcelo da Mota. Eita coisa!

Passou nos cobres

O terreno que assombrou administrações e o povo de Itajaí por vários anos, do conhecido Shopping do Caseca, na Fazenda, foi passado nos cofres no fim da semana que passou. A liminar que tava segurando a venda foi cassada pela prefa de Itajaí, através da dona justa.

Pode virar shopping

A informação que pipoca é que o comprador seria uma empresa de shoppings da terra do barro vermelho, Curitiba, no Paraná. O que se vislumbra a possibilidade de que a cidade venha a contar com um novo shopping.

E agora?

O que me coça o cocuruto da cachola é como vai ficar a história da empresa Joconte Fomento e Participações Ltda. Afinal, o terreno seria supostamente da empresa. E tal assertiva pode se dizer verdadeira, a partir do momento em que no site oficial da prefa, num release, é citado que a empresa é a proprietária.

No início de 2008

Basta dar uma bizoada em alguns trechos do release, onde se cita uma reunião com o PHD Paulo Cruz, procurador do município da época, Ronaldo Camargo, um representante da empresa Joconte, e o promotor do Trabalho, Marcelo D’Ambrosso.

Um trecho de 22 de janeiro de 2008: “O problema do terreno que abrigaria um shopping se arrasta desde 1994. Na época, o proprietário tinha dívidas com a prefeitura de Itajaí, que tomou a propriedade. Em seguida, o imóvel foi adquirido pela Joconte, que pretendia construir um shopping center, mas foi impedida judicialmente porque o primeiro proprietário deixou dívidas trabalhistas.

Hummm…

O que me leva a acreditar que quem vai ficar com o baita pepino na mão é a prefa, que agora vai ter que entregar outro terreno para a empresa ou pagar a baita grana que vem sendo pedida como indenização. É uma novela que parece que ainda terá alguns enredos…

Num tem

O triste nessa enrolação do prefeito Bob Carlos (PSDB), do outro lado da vala, em Navegantes, de ter na caruda feito um decreto para barrar uma lei, é que as empresas que queiram se instalar no município vão pensar uma, duas ou três vezes antes de vir pro município. Afinal, tudo pode voltar atrás, dependendo da birra do burgomestre. E não é?

Vaquinhas de presépio?

O triste é constatar que os vereadores da nossa amada câmara de Navega-City não se coçam para barrar essas barbaridades. Só têm dois que se ‘levantam’: o Marquinhos (PT) e o Lino (PMDB), que anda mais aquietado.

Faz que num vê…

O restante, comandado pelo Hugo Chavez, ops, Alcides Reis Pêra, o Cidinho (PMDB), parece vaquinha de presépio do executivo. Todos batem continência para o alcaide e ficam esperando que ele dê um espirro para lhe desejar saúde!

Das duas, uma…

Como todo mundo tá mais do que careca de saber que Cidinho é subserviente ao seu mestre maior, o deputado estadual, Debinha Malvadeza, tem duas vertentes possíveis: ou Debinha tá macio para ajudar Bob e o ‘Manda-Brasa’ entrar com tudo em janeiro ou quer é ferrar com o burgomestre bicudo…

Promessa é dívida

O vereador topetudo Osvaldo Gern e o secretário para assuntos legislativos, Rogério Ribas (ambos PP), entregarão nesta terça-feira os atestados de todos os animais sacrificados no canil público. Não serão poucos, haja vista que os corpos retirados do canil semanalmente não são poucos.

Pra Justa

Segundo a lei número 5031/08, pra todo animal que for sacrificado e não for elaborado o atestado específico, a multa gira em torno de 100 pilas. Segundo o ‘menino de ouro do PT’, Nikolas Reis, caso não sejam entregues todos os atestados, o caminho a seguir é procurar a dona justa.

Não vão…

O presidente do Instituto de Previdência de Santa Catarina (IPREV), Demetrius Hintz, esclarece que está preparando o processo de licitação para a reforma do prédio que tá caindo aos pedações em Itajaí. E que o projeto prevê um gasto de R$ 200 mil.

Num tem

Demétrius afirma ainda que não existe no momento nenhuma tratativa para a venda ou locação do prédio podrão, mas que se no futuro tiver um termo de cessão de uso remunerado para um órgão do governo, o valor a ser pago é definido pela Bescor, que é o órgão avaliador oficial do Estado. Beleza, então.

Descaso total

As obras do presídio parado com um baita cadeado e da casa alugada para abrigar a delegacia da criança, mulher e adolescente há três meses demonstra o descaso da tchurma encastelada na capital manezinha, da área de segurança para com nossa cidade e região. O secretário da (in) Segurança Pública, Ronaldo Benedet, parece viver na Ilha da Fantasia…

Pára, né!

Aliás, bonito artigo do secretário da (in) Segurança Pública de Itajaí falando de uma baita droga. Nisso ele é craque. Pra palestrar contra esse malefício que corrói os jovens e a sociedade. Parabéns! Agora, na secretaria, o que faz…

  •  
  • Categorias: JC

Deixe uma Resposta