• 10 set 2009
  • Postado por Tiago

PSB e PPS…

Um almoço reuniu ontem, na Maravilha do Atlântico, o presidente estadual do PPS e dublê de novela mexicana Claudir Maciel, a vereadora bonitona Christina Barrichelo (PPS), o secretário da sigla João Passos, o presidente estadual do PSB e prefeito de São José Djalma Berger, além do vice-prefeito de Tijucas Luiz Rogério da Silva, o Rogerinho (PSB).

Pensando naquilo…

A comilança entre o PPS e o PSB visou uma possível aliança entre as duas siglas com o bago dos zóios apontados para o pleito do ano que vem – que além da disputa ao governo do estado e senado vai eleger nossos amados deputados estaduais e federais. Hummm…

Cada um, cada um…

O alcaide Jandir Bellini (PP), na reunião com os seus abobrões, digo, secretários, mandou na chincha que cada membro do staff tem que dizer o que quer. Ou seja, quem está no governo e ao mesmo tempo está na mídia tem que escolher o caminho: ou fica ou sai. Ou bem lá ou cá. Nesse ponto JB primou pela ética.

Câmara pra quê?

A rejeição de mais um pedido de informações pela bancada de situação no ex-aquário peixeiro deixou os vereadores de oposição tiriricas da vida. O pedincho era do Níkolas Reis (PT), que queria botar o bago dos zóios nos atestados dos animais sacrificados no canil municipal.

Leu cartinha

Além de não trazer o pedido que seriam os laudos das mortes dos animais, o topetudo líder do governo, Osvaldo Gern (PP) se limitou a ler uma cartinha da Ong WFO referendando e fazendo loas ao canil municipal. Não se pode desmerecer o local, mas a Ong nem sabe onde fica. É fácil fazer cartinha pra elogiar. E não é?

Estou entristecido!

Quem deu o tom foi o vereador Paulinho Amândio (PDT), que se disse entristecido que a bancada de sustentação não atenda aos pedidos de informação das excelências excelentíssimas de oposição. “Desse jeito pergunto o por que do legislativo?”, questionou no blablablá.

Perdido, perdido

Quem saiu em defesa do governo foi o barbudo do Douglas Cristino (DEM), que disparou o bordão, outrora dos petistas, “deixa o homem trabalhar…”, se referindo ao homem dos galináceos, prefeito Jandir Bellini. O problema do Douglas é ele deitar falação: um minuto depois se perde e mete os pés pelas mãos.

Casa é bem maior

O gorducho desassossegado Luiz Carlos Pissetti (DEM) fica cheio da comichão quando alguém dá um pio em cima do ex-aquário peixeiro. Tem tratado a questão na base de uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. Mas não dá para concordar plenamente com sua fala.

Afinal…

Não tem como desvincular o vereador do plano maior que seria o legislativo. Cada um é um, mas acaba por representar o legislativo como um todo. Ou seja, um pisou, leva o legislativo junto. Assim, no momento da coisa boa, também eleva aos píncaros da lua a câmara de vereadores. E não é?

“Não sou vaquinha de presépio!”

Os finais de sessão no ex-aquário peixeiro têm sido quentes nos últimos tempos. O bigodudo Laudelino Lamim (PMDB) não votou com o governo e debulhou na tribuna que “não era vaquinha de presépio”, num projeto do Maurílio Moraes (PDT), prevendo a veiculação de propaganda antipedofilia nos cinemas da city.

Lá em Aracaju

Agora, é importante que o peemedebista venha a público e explique bem direitinho essa história de ter ido fazer um curso em Aracaju e ter levado a patroa a tiracolo. Acredito que ele pagou do seu bolso a passagem da sua muié. Contudo, as explicações são necessárias e importantes.

Parem com wilso

Há um tempo atrás o desassossegado Pi…7 declarou que tinha pretensão de trazer cursos para Itajaí, não só para os parlamentares, como também para os servidores. Tá na hora de acabar com essa palhaçada desses cursos fajutos. Tem vereadores que têm trocentos diplomas e num sabe nadica de nada. Ou sabe?

Até tu, Ideli!?

Ainda na esteira dos cursos, estourou ontem na Folha de São Paulo que a senadora Ideli Salvatti (PT) e um assessor fizeram um baita curso internacional, que incluiu México, Argentina e Espanha. E que os benditos cursos custaram aos cofres do Senado a facada de R$ 70 mil reais. Assim não dá! Assim não pode!

Maneca o caçador

O prefeito Maneca do Quiosque (PP), de Bombinhas, começou a caça às bruxas. O pessoal da Associação de Moradores da Praia de Bombas (AMPB) publica mensalmente um jornalzinho chamado “Grão de Areia”. Pois foi só começarem a publicar as mazelas ambientais da república dos construtores para o caldo entornar de vez.

Foi pra castigar?

As línguas desaforadas da orla contam que o Maneca mandou a fiscalização cair de pau em cima da diretoria e embargou uma obra de reforma de um telhado que estava caindo de podre porque escrevinharam uma matéria contra a Lei que o alcaide aprovou para regularizar 150 obras irregulares. Phode?

Perseguindo o subversivo?

Eu pensei que determinadas situações tinham ficado enterradas no tempo da ditadura, mas tem quem ainda tenha recalques daqueles tempos tristes. As línguas afiadas disparam ainda que, não contente, Maneca chamou o Beto da AMPB e teria lascado na tampa que ele era subversivo. Num aguento, esse Maneca!

Pela sogra ou com a sogra?

Ainda tem a historinha que pipoca nos corredores que tá tudo acertado para eleger o novo presidente do legislativo. O Leopoldo Teixeira (PMDB) quer alterar o gabarito dos prédios na avenida da praia para cinco andares, porque mora no terreno da sogra, onde seria beneficiado. Que gente bocuda, meu Pai eterno!

Ninguém merece

Enquanto o presidente Lula corta milhões extremamente necessários para nossa Santa&Bela Catarina, fecha acordo de bilhões com a tchurma da França para a compra de caças de guerra. É mole ou tem que chacoalhar?

Pingolin na área

O pessoal da Câmara de Vereadores de Itajaí tava se descabelando ontem nos preparativos para receber o ministro da pesca, Altemir Pingolin, ops!, Gregolin. O chefão federal dos escamosos vem pra receber uma moção proposta pelo Osvaldo Gern. A rasgação de seda e jogação de confete acontecem a partir das 19h30 de hoje.

  •  
  • Categorias: JC

Deixe uma Resposta