• 19 set 2009
  • Postado por Tiago

Num é comigo

Lendo a contracapa do nosso DIARINHO de todos os dias, com a notícia estarrecedora de que uma loja paga há mais de 10 anos para a tchurma da Federação Catarinense de Futebol (leia-se Delfim e Cia.), só posso declarar tristeza e escrevinhar que o prefeito Jandir Bellini (PP) está prevaricando nessa situação medonha.

Patrimônio da cidade

É um descalabro o que fizeram e fazem. Tudo que ali está é patrimônio da cidade, da população. É triste que o homem dos galináceos, prefeito Jandir Bellini (PP), não tenha se coçado para preservar a cidade dessa verdadeira putaria que tem sido feita com o patrimônio, repito, do município. E pode responder pelo “nem te ligo”.

Saco sem fundo

Na verdade, o clube Náutico Marcílio Dias é um saco sem fundo. Só a diretoria, o pessoal que trampa no clube, sem que um jogador chute uma bola no gramado, já custam R$ 15 mil um mês sim e outro também. É grana!

Vai tomar…

O então superintendente da Fundação de Esportes (hoje coroinha do padre Antonio Ayres, o Tito Arruda) uma vez ficou todo contente porque o Egon da Rosa sinalizou que poderia repassar o Marcílio para a prefa, e ligou para o alemão Arnaldo Schmitt (PMDB), contando a boa nova.

Num gostou

O alemão, que deveria estar com o ovo virado, nem pensou duas vezes e mandou o Tito tomar suco de tomate e criar juízo porque a prefa não tinha grana para tocar o Marcílio. Sem entrar na seara do futebol, o que não se pode mais é deixar que façam o que bem entendem com o patrimônio público.

Tudo certo

O que o parecer da comissão de ética da câmara, que foi amplamente divulgado já na quinta-feira, ditou foi feito no ex-aquário peixeiro. A absolvição do vereador Marcelo Werner (PCdoB), que mobilizou filiados, simpatizantes e abobrões da sigla, como a suplente de deputado da Leleia, a bonitona Ângela Albino.

Guerra vermelha

Os vermelhos contra os vermelhos. Para alguns, foi a finalização do embate no legislativo entre o PCdoB e o PT. A votação de 11 a 1, provavelmente voto do Níkolas Reis (PT), foi taxada por Marcelo em seu discurso antes da votação como um fato político.

Continua no MP

Os comunistas tomaram conta e não se viu um petista, além do presidente da sigla, Felipe Damo, que circulou um pouco antes pelo plenário. Agora, a pendenga vai continuar no Ministério Público.

Baita fome

Rolou um papo de que o PT traria pizzas, através de seus militantes, mas num teve uma fatia sequer. O papo ficou tão forte na quinta-feira que o desassossegado Luiz Carlos Pissetti (DEM) reuniu todo mundo e disse que podiam trazer, só que trouxessem de marguerita, seu sabor preferido. Eu já gosto de rodízio…

Culpa do Volnei e da Eliane

Para o presidente do PCdoB de Navegantes, Clebion Miranda, tudo que aconteceu foi culpa do ex-prefeito Volnei Morastoni (PT) e da sua vice-prefeita Eliane Rebello (PMDB). Miranda diz que foi no governo VM que inventaram “o pecado” de fazerem a cabeça de Marcelo para ter uma empresa. E deu no que deu…

Ficou fulo

As línguas afrouxadas contam que nesse calvário de Werner, com seu nome envolvido nessa história toda, seu pai confidenciou que tava doido para ‘pegar’ o Volnei e lhe dar uns catiripapos. Mas Marcelo não pode reclamar: se foi uma baita burrada do PT, foi a melhor coisa que lhe aconteceu.

Só ganhou

Werner foi referendado por duas vezes. Uma quando eleito e na outra quando seus pares lhe absolveram. O triste nessa história toda é a conta que o vereador Níkolas Reis (PT) vai ter que carregar. Além de ter uma postura de ficar em cima do muro, vai levar na espinha o ônus da brigaçada entre os companheiros e camaradas…

Manobra política

Há quem acredite que o que vem fazendo a oposição é uma manobra política. É só esticar o bago do zóio em cima dos dados. De janeiro até setembro de 2005, no primeiro governo do VM, os vereadores de oposição protocolaram 16 requerimentos. Sendo aprovados seis, rejeitados quatro, retirados quatro e na ordem do dia dois.

Na espinha

Ou seja, um terço dos pedidos de informação foram aprovados. Agora, no mesmo período, a oposição lascou 32 requerimentos, foram aprovados 15, rejeitado um, retirados cinco e na ordem do dia, 11. Ou seja, um crescimento de quase 100% e aprovação de 50% dos pedinchos. Isso é manobra política. Ou não?

Então tá!

Segundo um sacrossanto do governo, não é um dia sim e outro também que uma secretária abobrona da prefa vai pra Floripa. A fonte palaciana garante que a muié teve doente e seu ‘cara metade’ também, e daí que foi uma ou duas vezes que ela foi daqui pra lá e de lá pra cá. Então tá!

Ajuda aí, pô!

O Maninho do projeto Ombro Amigo tá pedinchando ao pessoal que queira colaborar com o projeto, que tá necessitando de telhas de eternit, colchões, roupas de cama, geladeiras etc. e tal. O intuito é ajudar o pessoal no cotidiano e quem se ferrou no vendaval. Segundo Maninho, 160 casas foram destelhadas na cidade.

Pra se empapuçar

A Feijoada do Bicudo, que deveria ter acontecido há um tempo atrás e foi cancelada devido ao medão da gripe porca, acontece neste sábado e vai reunir emplumados que vão se empapuçar nos grãos de feijão. Quem avisa do evento é a bela secretária de Desenvolvimento Social, a bicuda Rosane Casas.

Tão tricotando?

Rosane aproveita a oportunosa para garantir que seu relacionamento com a colega de governo e de sigla, Rogéria Gregório, da pasta da Indústria e Comércio, vai as mil maravilhas e que elas são baita amigonas. Então tá!

Persona non grata

No programa da Elaine Maieski, da 99 FM de Balneário, o vereador BicuDão Koeddermann (PSDB) deu como certa a aprovação da guarda municipal, mas lascou o porrete feio no lombo do secretário de Segurança do Estado, Ronaldo Benedet.

Rabo colado

Pro Dão, o peemedebista é persona non grata em Balneário e só não cai porque tem as costas quentes com Pinho Moreira e foi eleito deputado estadual em 2006 pela região de Moreira. Por isso tá com o rabo grudado na cadeira em Floripa.

  •  
  • Categorias: JC

Deixe uma Resposta