• 22 set 2009
  • Postado por Tiago

Vou saber?

Depois que o presidente Lula disparou que não sabia, a coisa se espalhou país afora e é quem mais pode tirar da reta na hora do ‘você sabia?’. E, depois, tem quem fique com o nariz torcido quando este temente ao Altíssimo lasca que Camboriú é a terra da pedrada e do tiro… não apenas ao vereador…

Brigaçada medonha

O que tá acontecendo que nossos políticos andam ouriçados e parecem que estão com os pelos arrupiados. É filho de ex-prefeito dando tiro adoidado em Camboriú e secretários se pegando no pau na Barra Velha. Será que é o ano pré-eleitoral que anda deixando essa gente pra lá de nervosinha? Tá calminho? Agora tô!

E depois…

…tem aquela historinha antiga em que algumas línguas afrouxadas queriam ligar os atentados contra os vereadores que, por abrirem o bocão, levaram chuva de bala em suas baiucas, quando o alcaide era o emplumado Edinho Galo (PDSB). Agora que seu filho resolveu exercitar a mira, então, é que a falação come solta.

Cabreiro com sono

O vereador Clayton Batschauer, que também é presidente do Partido da República (PR) peixeiro, esticou o ronco na sexta-feira passada quando votaram o relatório que livrou a cara do seu colega Marcelo Werner (PCdoB). Foi o que bastou para que na plateia virasse ‘assunto’, já que aparentemente Batschauer anda encabreirado.

Afasta de mim esse cálice!

Com o possível rodízio que o topetudo Osvaldo Gern (PP) pretende fazer – apesar de o Dalmolin dizer que não assume e nem deixa ninguém assumir-, quem assumiria a árdua e espinhosa tarefa de líder do governo é Clayton Batschauer, que não quer pegar a bucha por acreditar que a sigla tá desprestigiada e…

Missão doída

Outro problema é que a situação andaria complicada. Afinal, como na administração passada, quando o governo resolve e desembesta a querer aprovar um projeto, a coisa é feita a toque de caixa, em cima da tampa. Além disso, muitas vezes é necessário defender o indefensável. Quem gostaria de pegar esse pepino?

Arquitetado?

O vereador Marcelo Werner, que foi reeleito presidente do pessoal da foice e do martelo peixeiro, disparou no Dário Silva na Difusora que foi irresponsável a atitude da direção do Partido dos Trabalhadores. Questionado sobre a sua participação no governo passado, ele admitiu que era cargo de confiança do Volnei.

Vão perseguir?

Marcelo ficou desconfortável e detonou que o PT não vai lhe deixar em paz e que eles “necessitam aparecer e a cadeira lhes faz falta”. Tudo certo, mas é de se perguntar o por que de Marcelo ter feito parte de uma empresa em que não participou, não ganhou, não trabalhou?

Mais 60

Na convenção do PCdoB, que aconteceu domingo no Barroso, o desfecho da câmara ajudou a sigla a aglutinar adeptos e houve a filiação de mais 60 camaradas para as hostes comunistas. Marcelo estica a boca e sorri livre, leve e solto. E não é?

Pegorini e Padilha

A Convenção estadual da juventude Progressista da Santa&Bela, em Herval D’Oeste, uniu as chapas de Denílson Padilha da galega Blumenau e Fernando Pegorini da peixeira Itajaí. Com isso, no primeiro ano do mandato, quem tá comando é o Padilha e no segundo o Pegorini. É a dupla na sigla e no nome do PP Jovem.

Marejão estropiado

Ainda ecoa em Itajaí sobre o lançamento da 23ª Marejada no chicoso restaurante Montemar no cocoruto do Morro da Cruz. As línguas nada lusitanas espinafram que, além do evento ter sido fraquíssimo, fraquíssimo, muita gente só apareceu para encher o pandulho de rango e chope geladinho…

Emporcalhado

Além da fiasqueira, o símbolo da festa que é o boneco Marejão estava pra lá de sujo, encardido mesmo e o coitado que tava socado lá dentro ainda tava vestindo tênis Rainha. E tudo isso porque é a nossa festa maior. O constrangimento era tanto que até o Jandir Bellini (PP) errou a edição da festança. Ai, ai, ai que dor!

Chupada de olho

O secretário de Planejamento, o mais ou menos careca Paulo Praun, teve que se secar com umas três toalhas depois da reunião do secretariado na manhã de ontem. Tudo porque o burgomestre JB passou e viu aquela lambança que tavam fazendo naquela obra que despingolou na avenida República Argentina. Foi a mijada!!!

Tás me gozando?

A oposição deve estar tirando sarro da situação na casa do povo da praia mais desejada do sul do mundo. Andaram assinando um documento se comprometendo em votar o projeto da guarda municipal. A primeira votação era para ter acontecido na última quinta-feira e na sessão de amanhã sacramentar o pedincho do prefeito Edson Periquito (PMDB).

Nem te ligo…

Pois nada de nada do projeto desabar na câmara. Não pintou na pauta de quinta e nem tá na pauta desta sagrada terça-feira. Já birraram por causa da urgência foi retirada. Emburraram por causa da Audiência Pública e agora não se sabe qual o motivo para o beicinho das excelências excelentíssimas. Só por Deus!

Cumé que é?

Setembro tá quase indo pro saco e ainda não se sabe nada sobre o Festival de Música que deve (?) acontecer em novembro. Ainda não pintou um outdoor de quem vai fazer show. A população não sabe sobre as oficinas e os professores. Será que o pessoal que vem de longe já sabe que mudou tudo? Foi informado pelos sacrossantos?

Mãozinha pro LHS

O ex-prefeito da cidade dos príncipes, Marco Tebaldi (PSDB), reuniu a bancada tucana da câmara de Joinville e decidiu votar pela aprovação das contas da Fundação Cultural de 1988 e 1989, do tempo em que o bigodudo era prefeito do município e que estariam enroladas.

Foi tendenciosa?

O ex-prefeito emplumado de Joinville afirma que vai fazer isso em respeito ao governador. Isso apesar de estar com a vereadora Tânia Eberhard (PMDB) entalada na garganta. Tebaldi acusa a bancada do Manda Brasa de lhe prejudicar e a peemedebista de tendenciosa no relatório da CPI das Contas.

Chiadeira geral

A gritaria é geral: o governo JB chora pitangas que a coisa não anda boa, mas acabou de criar mais uma porrada de cargos. Como é que pode sustentar que a situação tá ruim? Como é que pode pedir pro pessoal fazer economia se estão abrindo mais vagas para chegados?

  •  
  • Categorias: JC

Deixe uma Resposta