• 01 out 2009
  • Postado por Tiago

Subiu no porco!

O secretário da (In) Segurança de Itajaí, Carlos Ely, lamentou o que ocorreu na acalorada reunião dos suplentes com o presidente do ex-aquário peixeiro, Luiz Carlos Pissetti (DEM). No bendito encontro, Pi…7 e Ely entraram em rota de colisão. Ely diz que se perdeu e “subiu no porco”, o que o fez largar de vez a compostura.

Tá calminho? Agora tô!

Carlos afiança que em momento algum fez menção de agredir o presidente do legislativo a quem admira e respeita, mas que a discussão exacerbada deve ter provocado esse sentido, tanto que se viu cercado por cinco servidores do legislativo. Ely afirma que não toma nenhum tipo de medicamento como espalharam.

Não é postura

Ely assegura ainda que não tem o desejo de assumir uma cadeira no parlamento peixeiro e que sua posse iria beneficiar a Anna Carolina do PV. Por outro lado, se diz entristecido por ter perdido as estribeiras e ter envolvido indiretamente o homem dos pés de frangos, o prefeito Jandir Bellini (PP). “Não é postura de um secretário”, reconhece.

Pensar na cidade

O que mais preocupa o secretário da (In) Segurança é que um fato isolado e particular venha a macular o projeto da Guarda Municipal. “Precisamos pensar e colaborar com a cidade e a sua população e a Guarda Municipal é uma das soluções para a insegurança”, assegura Ely.

“Sou profissional”

A secretária de Habitação Neusa Giraldi (PMDB) garante que participou da busca dos votos para a chapa governista do PMDB e também da reunião entre os suplentes e o presidente do legislativo peixeiro fora do seu horário de trabalho. “Sou muito profissional”, desabafa a muié.

Vai cair na disputa

A direção estadual do PMDB iria enviar um fax na tarde de ontem, com a decisão assegurando o direito da chapa ‘Ademir Manoel Furtado’ de disputar as eleições do ‘Manda-Brasa’ de Itajaí. Tudo teria acontecido com a ida do Dinho Schmitt à capital manezinha, onde, além de Pinho Moreira, se encontrou com outras instâncias partidárias.

Deitaram o cabelo

O presidente da sigla, Omar Bernadino, e a ex-vice-prefeita Eliane Rebello também deitaram o cabelo em direção a Floripa para fazer uma pressão política para que a chapa concorrente não possa participar. Quando, na verdade, o importante seria a disputa no voto, na vontade de cada um.

Disputa salutar

Na verdade, é uma situação surreal e que deveria ser resolvida pelo presidente Baga. Afinal, ele dirige a sigla, comanda a comissão organizadora e ainda concorre. E ainda não permite que se tenha acesso aos nomes da chapa Luiz Agostinho. “Isso não é ser democrático”, eleva o tom das críticas um peemedebista chateado.

Ganha a democracia

Toda disputa é salutar e democrática. Pessoas de ambas as chapas vão acabar umas se cruzando com as outras, já que é proporcional. Seria importante seguir a disputa e bater chapa. Quem ganha, como sempre, é a democracia, a sigla e as pessoas.

Nem uma letra

As excelências excelentíssimas do ex-aquário peixeiro definiram em conjunto que não vão mexer, retirar ou acrescentar uma vírgula da Lei Orgânica municipal que delimita em 12 vereadores se a dona Justa Eleitoral não se manifestar. Mais um banho de água fria nos suplentes pra lá de ouriçados.

Parece o padre dos balões…

Foi vexatório assistir a entrevista do chefão da Defesa Civil, major Sérgio Murilo de Melo, no Buscando Soluções da TVBE, durante esta semana. Com vários alagamentos pela cidade afora, casas cheias de água e o homem tentando se situar na cidade. Não conhece o município? Tá precisando de um GPS?

Para, né!

Outra coisa feiosa que demonstra o despreparo, a falta de ação e o desleixo não apenas da Defesa Civil (Aonde? Aonde? Aonde?) e do governo da Bellinilândia é o sujeito ir para TV e a única coisa que falava com ‘propriedade’ é mandar a população erguer os móveis e ficar monitorando. Tás brincando?!

Acorda, Jandir!

O seguidor dos preceitos brizolistas Paulinho Amândio (PDT) lascou na tribuna que o prefeito Jandir Bellini e seus colaboradores têm que parar de ir apenas para o Itamirim para escutar o povão nos botecos, nas barbearias, enfim, nas conversas do pé do ouvido. Eu, hein!

Itajaí – 150 anos

Estuda-se a construção de fachadas portuguesas em frente ao píer naquele baita terreno que fica em frente ao píer e ao lado da praça. As edificações ficariam no entorno e abrigariam lojas, entre outros estabelecimentos. Tudo visando a próxima temporada de navios que devem trazer ao município cerca de 60 mil turistas.

Pequena pátria

Além das lojas, o miolo continua com o estacionamento e teria ainda uns banheiros pra lá de chiquetosos, afinal, os turistas e nativos também têm que dar uma mijadinha básica. Tudo isso e mais um pouco seria um pontapé inicial das comemorações do niver de Itajaí, que no próximo ano comemora 150 anos.

Querem a grana!

Agricultores da região da barragem do Rio do Meio receberam o apoio dos vereadores peixeiros frente aos prejuízos que têm levado no lombo por conta da barragem. Hoje existem oito demandas judiciais no lombo do município por consequência da barragem para evitar a cunha salina.

Sensibilidade do alcaide

O desassossegado Pi…7 solicitou o empenho dos seus pares para sensibilizar o alcaide, assim como lascou que uma das demandas foi aceita e paga. O que acaba por reconhecer as restantes. Quem no final aliviou o tom pesado foi o agricultor conhecido como Piava, que emocionado agradeceu a falação dos vereadores.

Que dor medonha!

E na empolgação deu com os dois pés nas costas do ex-alcaide barbudinho Volnei Morastoni (PT): “Foi tudo culpa do ex-prefeito, do seu capricho. Nós falamos para ele não fazer, mas ele disse que ia fazer. É um ditador!” As broncas somadas giram em torno de R$ 4 milhões. Ai, ai, ai, que dor!

  •  
  • Categorias: JC

Uma Resposta to “Jc”

  1. imprensabc Diz:

    seert swsw

Deixe uma Resposta