• 11 nov 2009
  • Postado por Tiago

Uma Kombi e meia

A inauguração da sede do PPS peixeiro, que aconteceu na noite de segunda-feira, reuniu uma Kombi e meia de filiados, além de simpatizantes e a viadagem da imprensa local. O deputado estadual Sérgio Grando, que meteu o sarrafo no lombo do Lula, e outras figuras de proa da sigla deram as caras no evento.

Calor medonho

O presidente de honra do partido, Manoel Rodrigues da Conceição, o Nelinho, como é procurador da casa do povo dengo-dengo e segunda é dia de reunião por lá, não deu as caras. Ninguém entendeu a ausência do secretário da (in) Segurança de Itajaí, Carlos Ely, que mandou avisar que tava argolado e não podia aparecer no convescote.

Derrubaram o muro

O presidente em exercício estadual do PPS, que é vereador e dublê de novela mexicana nas horas vagas, Claudir Maciel, espichou o bocão pra falar das transformações do mundo, como a derrubada do muro de Berlim e cosa & losa. O secretário geral da sigla no estado, Dércio Knopp, também marcou presença.

Chapa pura tucana

Claudir não chegou a tempo de escutar o Grando disparando que os candidatos da sigla pras cadeiras do palácio do Planalto são a dupla José Serra e Aécio Neves, em uma chapa pura de emplumados. Partido que na Maravilha é oposição ao atual governo, onde o PPS tá grudado de corpo e alma.

Descontentes na área

Além do PPS, que forrou o bucho num coquetel que rolou depois de muito blablablá, deram as caras no evento os descontentes do PP, Márcio Dedé, Calinho Mecânico e Tonho da Grade. O Maninho do projeto João de Barro também apareceu e lascou que se um dia sair do PP vai para o PT. Por que será, hein?

Atucanados na área

O presidente do PSDB de Itajaí, Deodato Casas, e o secretário de Turismo, Wagner Lúcio de Souza, também apareceram na inauguração da sede do PPS. Deodato ficou sentadinho na fila do gargarejo com as penas repousando e os zovidos na base do ‘fala que eu te escuto’.

Vassourão em fúria?

O ex-vereador Márcio Silveira (PMDB) pode dançar no final do ano do cargo que ocupa no ex-aquário peixeiro. Tudo porque o vereador do Vassourão, Elói Camilo da Costa (PMDB), não ficou contente que Márcio não apareceu pra votar na eleição da executiva da sigla. Elói ficou de mágoa, até hoje.

Paciência, então

Márcio alega que tava em Floripa e que sisqueceu da votação (?). Teria sido avisado às 16h e deitou o cabelo pra Itajaí. Só que, quando aportou, a eleição já tinha acabado. Márcio garante que votaria na chapa que perdeu, onde tava alojada a filha de Elói, a Célia da Costa.

Bruxa solta?

No governo VM, toda semana pastores de diferentes denominações faziam uma oração com o alcaide. Neste governo, parece que não. Ou, se fazem, o carma deve tá pesado pacas. O Flavinho do Semasa teve problemas cardíacos, o vereador Gern, circulatórios, e o Wagner do Turismo, pedra nos rins. A coisa tá feia…

Vai dar as caras

O delegado Protógenes Queiroz, mesmo não concedendo mais a palestra sobre corrupção, em Itajaí, vai dar uma passadinha por Navegantes, na tarde de hoje. Será recepcionado pelos camaradas e vai forrar o bucho no restaurante do Osvaldo, na Meia Praia, em Navegantes, e em seguida ir pra Joinville.

Estranho-amigo?

A vice-prefeita Dalva Rhenius (DEM) reitera que não tem nada a ver com a questão da empreiteira J. Moreira, que ganhou 23 das 25 obras na Saúde. Dalva diz que a licitação é feita na prefa. Quanto ao vereador Douglas Cristino (DEM), Dalva acentua que ele é um ‘estranho-amigo’. E que não tem nada a ver com ilso.

Remédio em casa

Dalva afiança ainda que está em preparativos a implantação da promessa do remédio em casa, que deve contar com a equipe de um médico, dois ajudantes e um motoqueiro para entregar, a princípio, pra pessoas acima de 60 anos.

Viva o Gordo?

Com relação às candidaturas de 2010, a presidente do DEM afirma que o consenso é que o candidato a federal é o Paulinho Bornhausen. Já para estadual, diz que acredita que a vez é do desassossegado presidente do ex-aquário peixeiro, Luiz Carlos Pissetti.

Procurando tu, tu, tu…

O vereador Antonio Paulo da Silva, o Piteco (PSC), da capital da pedrada, Camboriú, tomou um chá de sumiço no final de semana. O rebuliço foi tanto que até o delegado chefe da polícia Civil da Santa & Sofrida Catarina, Maurício Eskudlark, esteve na cidade procurando o edil. Foi o assunto na city da pedra: cadê o Piteco?

Seachona?

Não é de hoje que o suplente de vereador Vanderley Dalmolin (PP) anda insatisfeito com a bellinilândia. O homem anda dando com os dois pés no atual governo. Mas não pode reclamar muito. Tirou a sua patroa da prefa e botou a filhota.

Humildade só faz bem…

Alardeiam que a filha de Dalmolin tá nomeada como diretora de comunicação da prefa e não faz nada, a não ser dar ordem para os demais. A galera anda cabreira dizendo que a moçoila é uma seachona e precisa ter mais humildade. Num é fácil…

Uma década

O ex-candidato a prefeito, o bigodudo Leko Benvenutti (PT), aceitou o convite e foi no casório do filho do atucanado Pavan. Voltaram a se falar depois de 10 anos. Aliás, o pessoal do PT da praia mais desejada do sul do mundo anda cabreiro com a senadora Ideli Salvatti e o deputado federal Décio Lima (ambos PT).

Nem te ligo?

Tudo porque os dois representantes dos petistas, quando chegam à Maravilha do Atlântico, vão direto pros altos da Dinamarca pra ficar de papo com o homem-pássaro, Edson Periquito (PMDB), e ficam no nem te ligo para os “companheiros” da orla. Que coisa!

  •  
  • Categorias: JC

Deixe uma Resposta