• 14 nov 2009
  • Postado por Tiago

Mão-de-obra

Continua a polêmica em torno de valores a serem pagos pelo Portonave pela contratação de mão-de-obra dos trabalhadores portuários que atuam no lado de cá da vala, no Porto de Itajaí. De um lado tá a superintendência do Porto de Itajaí, que como autoridade portuária conseguiu baita avanço nas negociações.

Altos ganhos

A autoridade portuária obteve sucesso com o terminal dengo-dengo, ampliando em 26% os ganhos do trabalhador, acima do valor sugerido pela dona justa trabalhista. Infelizmente, uma minoria de estivadores rejeitou o acordo na última quinta-feira. Proposta que garantiria um salário de R$ 3.218,13. Phode?!

Tudo junto

Neste valor estão agregados a assistência médica e odontológica, alimentação, rango, vale-compra, previdência privada, seguro de vida e auxílio educação (ufa!). Essa discussão vinha sendo mantida de maneira discreta, mas ganhou corpo na reunião dos bons da boca do conselho de Autoridade Portuária (CAP), que bateu palmas pra iniciativa.

Num phode!

A tristeza de tudo foi a rejeição que, para o diretor do OGMO de Itajaí, Luciano Angel Rodrigues, é inadmissível. Angel ficou de cara, afinal, com a realidade brasileira e as restrições no mercado de trabalho, ninguém em sã consciência rejeita um salário mensal de mais de três paus, um mês sim e outro também.

Juízo, pessoal!

Sabe-se que o chefão do Portonave, Osmari de Castilho, esticou o beiço para garantir que os mais de três mil por mês é a proposta final da empresa. Já o presidente do sindicato das Agências Marítimas (Sindac), Eclésio Silva, defendeu os valores oferecidos pelo Portonave. Tá certo. O mundo mudou e a realidade também.

Gari por novecentos

Eclésio alembrou de um episódio recente ocorrido em Sampa, em que profissionais de nível superior, alguns com pós-graduação e até mestrado, se inscreveram para um concurso de gari e só faltaram se estapearem para um cargo sofrido e cujo salário é de apenas novecentos e poucos reais.

Careca na área

O ex-governador turco Esperidião Amin (PP) bateu um rango na Maravilha do Atlântico com o dublê de novela mexicana e presidente em exercício do PPS catarinense, Claudir Maciel. No garfo & faca tavam juntinhos o ex-vereador Fábio Flor (PP) e o ex-senador Jaison Barreto (PMDB).

Grandes amigos

Além de um exercício de futurologia e possibilidades, Amin relembrou com o hoje seu amigo e no passado inimigo político uma passagem pela ilha de Abrolhos, em 1986, quando ele, Jaison e o desaparecido Vilson Kleinubing se encontraram com o saudoso Leonel Brizola. Trecho que será lembrado no livro de Jaison.

Cutuca nos atucanados

No papo, Amin meteu a colher de pau na manutenção da tríplice aliança ao dizer que muita gente em Balneário Camboriú acredita que o atual vice-governador, o atucanado Leonel Pavan (PSDB), será candidato ao governo. O que ele não acredita. Amin ainda arrisca um palpite na outra seara: Raimundo Colombo (DEM) e Pinho Moreira (vice). Será que será?

Digita aí: enrola, enrola

Em Itajaí, o prefeito Jandir Bellini (PP) se coçou depois de pedido do gorducho presidente da casa do povo, Luiz Carlos Pissetti (DEM), e chamou 11 guardas portuários que passaram em um concurso. Na terra da pedrada, Camboriú, quem passou no concurso da prefa pra digitador não é chamado de jeito e maneira. Só é enrolado

Vorta mais tarde!

Enquanto o fogo detonava com a câmara fria do Portonave, quem precisou dos serviços do legislativo dengo-dengo teve que voltar outra hora. Todos se carcaram pra ver o fogaréu. Quem sabe o eterno Hugo Chavez, ops!, Alcides Reis Pêra, o Cidinho (PMDB), não nomeia uns bombeiros voluntários?

Bufando pelas ventas

Quem não engoliu o fato do cargo de diretor de eventos na prefa ser ocupado pela filha do suplente de vereador Vanderley Dalmolin é o Luiz Bozzano, que teria tido um lero com o JB pra ocupar a função. Bozzano alega que tem 25 anos de experiência na área e tá cuspindo marimbondos vivos

Mesma mixaria

O prefeito do outro lado da vala, Bob Carlos (PSDB), encaminha a este temente ao Altíssimo o seu holerite do último mês de outubro, quando recebeu bruto R$ 8.800 e líquido R$ 6.649,89. Deve ser um dos poucos lugares onde o vice ganha mais que o titular… Que coisa, meu povo!

JC----Visita-ao-socadinho-candidato-da-chapa-3

O candidato da chapa 3 à OAB estadual, Marcus (Marcão) Antonio Silva, juntamente com o Plabo Ricardo Vargas, fez uma visita ao socadinho escriba, na tarde de ontem

  •  
  • Categorias: JC

Deixe uma Resposta