• 08 dez 2009
  • Postado por Tiago

Livre, leve e solto

O homem pássaro Edson Periquito (PMDB), prefeito da Maravilha do Atlântico, e seu vice Cláudio Dalvesco (PSB), venceram a última etapa dos processos que lhe pesavam nas costas. O juiz Roque Ceruti manteve a coerência da decisão dos outros dois processos que livraram a dupla da cassação.

Acabousetudo

O último processo, julgado ontem, foi impetrado pelos tucanos da Maravilha. Esse desenlace faz com que o bendito fantasma que assombrava a vida do alcaide da praia mais desejada do sul do mundo seja por fim exorcizado. Agora, o Periquito só não faz um bom governo se não quiser. E não é!?

Sky sem baladas

O pessoal do estaleirinho, vizinho do bar Sky, pode respirar aliviado. A dona Justa deu um ponto final às baladas que infernizavam e tornavam o sono de muito morador/trabalhador um inferno. O bareco não pode mais promover as baladas que não deixavam a vizinhança dormir o sono dos justos.

Tem coisa…

Mas tem muito neguinho com o zoio espichado no desenrolar dos fatos. Vejam só que coincidência: os fofoqueiros de plantão juram de pés juntos que um dos sócios do Sky, o Jaison Côrrea (aquele mesmo que foi assessor do Edinho Galo e deu no que deu…) e o contador do prefeito ave, Edson Periquito, já teriam ido ao MP pedir a reabertura do estabelecimento.

Sei lá, entende…

Por outro lado, o sócio do Jaison, o dentista James, é genro do diretor da Emasa, o engenheiro Ney Clivati. Daí que tem muita gente coçando o cocuruto da cachola, curiosa em saber como vai ficar tudo isso: se a justiça mantém sua decisão ou vai ceder às pressões.

Política e política

Há quem tenha ficado furioso ao presenciar uma de jovens que no último pleito eleitoral se digladiava e no domingo festejava a vitória do Flamengo na Beira Rio juntos. Acredito ser um exemplo, de que é preciso separar as situações. Apesar de ideologas político-partidárias distintas, ninguém é inimigo de ninguém.

Cacetada na espinha

A montanha de rolos na condução do sindicato dos Estivadores fez com que o Saul Airoso fosse apeado do cargo. A eleição da Estiva aconteceu no sábado e a oposição ao velho líder vai comandar a categoria. Agora, apesar de ser representante da intersindical, fica complicado a sua permanência no porto de Itajaí. Ou não?

De tudo um pouco

Segundo as línguas desaforadas da orla portuária, rolou de tudo um pouco na eleição que desbancou Saul. Até tentativa de compra de votos. Será? Foram 17 votos de diferença e, apesar de um apelo religioso com faixas de louvor em prol do Saul, quem logrou foi o Charles Alberto Passos.

Só por milagre

A grande verdade é que é uma tarefa inglória e não tem ninguém que consiga mudar os rumos na questão da mão de obra portuária. Não se vislumbra que voltaremos ao passado. O mundo está evoluindo e é necessário aceitar os novos rumos do mercado e da mão de obra…

Primeiro Jornal

Estreia nesta sagrada manhã de terça-feira, o Primeiro Jornal, na rádio Conceição, 105.9 FM. O jornalístico terá no comando o Gerd Klotz e a participação de uma de experts que durante a semana vão esgarçar o bocão no microfone da emissora. Este socadinho escriba é um dos primeiros a participar do noticioso.

Num quer mais…

Ao ler que o homem dos galináceos, prefeito Jandir Bellini (PP), não almeja a reeleição, fica fácil entender porque um dos seus maiores apoiadores lascou nos bastidores que falta tesão político ao alcaide. Talvez seja por isso que a bendita reforma, a poucos dias do natal, ainda não tenha sido estrebuchada. Oh, dor!

Ajudar um monte

A decisão do leasing, que beneficiou o município de Itajaí e vai tirar uma boa grana do bolso dos comedores de dinheiro que são os bancos, vai em tese beneficiar a defesa do homem dos galináceos, que teve seus bens indisponibilizados por conta de um contrato de risco, em 2002, com um escritório de advocacia gaúcho.

Desistiu

O advogado Carlos Cesário Pereira, que entrou com uma ação civil pública contra o porto, prefa, Teconvi, Wilson Rebello, Volnei Morastoni, Marcelo Salles e mais uma de gente, desistiu da ação que questionava o contrato de seguro, as obras do porto e a responsabilidade do Teconvi. Assim sem mais nem menos.

Quem quiser…

Agora, ou um cidadão que tenha o coco roxo pega o rojão a unha ou o ministério Público vai tocar a ação pra frente. Apesar de, segundo os juristas, os questionamentos devem e tem que ser feitos na dona justa Federal por envolver o porto de Itajaí, que é um patrimônio da União. Então tá!

Vai estrebuchar

O presidente da casa do povo de Itajaí, o gorducho Luiz Carlos Pissetti (DEM), pode devolver mais grana à prefa de Itajaí que seus antecessores, como o homem do nível quântico superior, ex-vereador João Vequi (PT) ou a loira bonitona Juçara Pamplona (PDT). E essa devolução pode ser feita no paço com pompa e circunstância.

Deve os tubos?

Há quem diga no paço que a grana que deveria ter sido espirrada para o ex-aquário peixeiro giraria em torno de 15 milhões de reais. E que JB teria encaminhado apenas 8 milhões de reais. Ou seja, as excelências excelentíssimas tem um monte pra receber. Paga aí, Jandir!

Lá e aqui

Na cidade dos príncipes, o valor que será devolvido pela câmara ao executivo, sob o comando do Carlito Mers (PT), deve ser usado para quitar os papagaios com as empreiteiras, que estariam com o pires na mão. E, aqui em Itajaí, se devolverem, qual o destino dos recursos, hein, hein, hein?

Quase 100 milhões!

Os vereadores do outro lado da vala, em Navegantes, queriam que o prefeito Bob Carlos (PSDB) tivesse um final de ano mais animador e aprovaram o orçamento para o ano que vem, que deve girar em torno de 91 milhões de reais. Será que dá para fazer algo em terras dengo-dengosas?

  •  
  • Categorias: JC

Deixe uma Resposta