• 11 jan 2010
  • Postado por Tiago

Dalva vem aí!

Na tarde de hoje, no paço da Vila, Operária, acontece a transmissão de cargo do ex-homem dos galináceos, prefeito Jandir Bellini (PP), pra sua vice Dalva Rhenius (DEM). A muié vai ficar com os glúteos colados na cadeira por 18 dias. Não se pode fazer muita coisa nesse período, além de começar, por exemplo, a construção do pronto-socorro de Cordeiros.

Remédio em casa

Quando o JB voltar com a cachola mais fresquinha, será anunciado pela Dalva o bendito remédio em casa. Já estaria tudo encaminhado, com três motocas pra levar os remédios pro pessoal. Inicialmente, seria atendida a veiarada.

Explica aí!

Quem sabe com a Dalva sentada na cadeira de mandachuva da cidade, apesar da sua caneta estar com pouca tinta, ela explique os tais quatro milhões que tiveram que ser referendados pelo ex-aquário peixeiro pra saúde, durante o recesso, numa sessão extraordinária. No mínimo, foi falta de gestão. Bocudo, eu?!

Pra que lado?

Um dos maiores questionamentos neste ano eleitoral é pra que lado vai Jandir Bellini? Será que vai embarcar no acasalamento do PP com o PT, que a cada dia se torna mais visível? Ou estará ao lado do Jorgim Bornhausen e seu pupilo, o deputado federal Paulinho Bornhausen? É uma decisão difícil. Ou não?

Enquanto isso…

Tem rolado desespero e corre-corre no paço pra tentar manter algumas ‘cabeças’ no primeiro escalão do governo JB. O pastor Samuel Francelino e o Zé Carlos, da TV Brasil Esperança, afundaram corredores pra tentar manter o Nilson de Oliveira na secretaria da Criança e do Adolescente.

Não mexe com quem tá quieto!

Deixar o homem aí, pedinchado por Samuel e Zé Carlos, na última sexta-feira, comprova que pode ser verdade quando se veicula nos bastidores que existe a possibilidade do secretário da Pesca, Agnaldo dos Santos, ir pro lugar da Rogéria Gregório, no Desenvolvimento Econômico, e a muié ir pra Criança e Adolescente.

Muié poderosa

A toda poderosa Rosalir Demboski tem tudo para emplacar como secretária de Administração, no lugar do Marcos Emílio. Já o vereador topetudo Osvaldo Gern (PP) pode começar o carnavalesco mês de fevereiro como mandachuva do cofre, com a chave da secretaria da Fazenda, hoje ocupada por Júlio Alves de Sá.

Num quer

O ensaboado Edison d’Ávila teria sido sondado para se mudar de mala e cuia pra secretaria da Educação, onde a Maria Heidemann está. Teria dito que não queria e que se fossem pra lhe tirar do gabinete, que o tirassem do governo. Foi macho pra caramba! D’Ávila prefere ficar ‘blindando’ o alcaide JB. Com a tchurma do deixa assim, os que não querem zarpar e a dificuldade de trazer nomes, a tal reforma corre o risco de não deslanchar.

Cabeça livre

O vereador Osvaldo Gern promete entregar o tal relatório das broncas da empreiteira sortuda J. Moreira (só na Saúde foram 23 licitações ganhas de um total de 25) antes do fim do recesso. Tinha que ter entregado quando todo mundo ainda estava no batente. Mas o que se sabe é que não vai dar em nada. Assim como a investigação da prefa. O pau vai roncar é no MP.

Carecão secretário

O carecão Evandro Argenton (PSDB) é o novo secretário de Desenvolvimento Econômico em Navegantes. O cargo era ocupado por outro careca, Emílio Vieira (PP), que teria pedinchado pra sair e se dedicar ao cargo de vice. Com isso, pra suprir o acordo com os progressistas, o prefeito Bob Carlos (PSDB) fez uma pequena engenharia.

Um pra cá e outro pra lá

Bob retirou o sub-prefeito do Centro, Otávio Gomes (PSDB), e entregou o cargo para o suplente de vereador, Darci Bertran (PP). Argenton garante que vai se estrebuchar na pasta e tem pretensões de alavancar projetos públicos e privados como uma marina, trazer um shopping grande, entre outras iniciativas.

Zé das multas

Ainda não se sabe pra onde vai o incansável José Alvercino, o popular Zé Bellini. O que se sabe é que trampar no gabinete do JB ele não vai. Assim como o César do Sindicato não será o novo chefão do Codetran. Jandir também teria negado um posto no governo ao contador Altemar Martins por causa do processo das fraudes do INSS de Tijucas. Não tem como dar um espaço na atual administração ao César, metido no mesmo rolo da operação Iceberg.

Buuuuuu!!!

Tem boca larga alardeando que tem fantasma em órgãos públicos da Maravilha do Atlântico. A coluna logo, logo vai emplacar quem seria a figura etérea, que aparece apenas no fim do mês, na hora de abocanhar o salário mensal, um mês sim e outro também. Que coisa assustadora, meu povo!

A barda continua

Pode estourar de uma hora pra outra a insatisfação de um assessor de uma excelência excelentíssima da região. Acontece que o vereador fica com a maior parte do salário do seu ‘ajudante de ordens’. Se a moda pega e os outros resolvem botar a boca no mundo, muito político vai perder o mandato.

Fogo cruzado

A secretaria de (in) Segurança de Itajaí realizou, ontem, um encontro público pra discutir o problema da segurança de nossa peixeira cidade e a possibilidade do município contar com uma guarda armada. O grande problema é que, na hora que for pra câmara, a coisa vai ferver. Enquanto o Carlos Ely estiver no comando, existe a possibilidade da coisa não fluir. E um dos mais reticentes seria o próprio presidente da câmara, o gorducho Luiz Carlos Pissetti (DEM). Hummmm…

Um monte

O ex-aquário peixeiro devolveu ou deixou de pegar, como é direito constitucional, cerca de R$ 4,36 milhões de reais. E olha que o Pissetti fez uma porrada de coisas. Aumentou os assessores, fez concurso público, aparelhou a TV Câmara, informatizou, entre outras coisas. E os outros ex-presidentes, o que fizeram? Há quatro anos as excelências, na hora de falar no plenário, tinham que emprestar os microfones babados uns aos outros. Credo!

Vortando à ativa

Depois de 20 dias coçando a sacaria e arejando a cachola, a Coluna do JC tá divolta. Quem quiser entrar em contato pra espichar algo pros sensíveis zovidos do socadinho escriba ou espinafrar o que foi escrevinhado, os telefones são 8842-9084 e 8823-9207. Tem ainda o e-mail: jc@diarinho.com.br

  •  
  • Categorias: JC

2 Respostas to “Jc”

  1. fabito Diz:

    Beleza!
    ]Que bom que você voltou. Senti falta das suas meias palavras verdadeira.
    Mete bronca. Toda arbitrariedade pública, por você noa é explícita. ADORO!

    A. L.

  2. fabito Diz:

    Beleza!
    Que bom que você voltou. Senti falta das suas meias palavras verdadeiras.
    Mete bronca. Toda arbitrariedade pública, por você nos é explícita. ADORO!
    Fora hipocrisia escusas.

    A. L.

Deixe uma Resposta