• 01 fev 2010
  • Postado por Tiago

VM apareceu!

O Jean Sestren conta que reencontrou o ex-prefeito barbudinho Volnei Morastoni (PT), na Hercílio Luz, e ele teria deixado o seu jeito – atual- ‘Herbalyfe de paz e amor’ e teria descascado críticas no lombo da administração do ex-homem dos galináceos, Jandir Bellini (PP), que depois das férias, reassume hoje.

Isso, isso, isso…

Jean afirma que ouviu da boca do VM: “destruíram a cidade do povo de Itajaí, isso é uma vergonha, o povo não vai aprovar isso…” Aparentemente já em ritmo de campanha.

Não tem palanque

É por estas e outras que um palanque formado pelo PT e PP em Itajaí, para dar guarida às candidaturas da Ideli Salvatti (PT) ou Ângela Amin (PP) – separadas ou juntas, e a presidenciável Dilma Rousseff (PT) é praticamente impossível. O tema da campanha deste ano remete para 2012. Daí…

E a reforma?

O prefeito JB continua fazendo biquinho de siri na propalada reforma administrativa que deve começar a se desenrolar daqui pra frente. Depois da informação de que nem a patroa do Bellini, a dona Lourdes Bellini, sabe de alguma coisa, já teve curioso de plantão querendo falar com ela. Vai que ele fale durante o sono e revele algo.

Rangaceira danada

O aniversário de 52 anos do presidente estadual do PSDB, Marco Tebaldi, foi de arromba, na tarde de sábado. Uma porrada de prefeitos, deputados, vereadores e outras lideranças tucanas se enfastiaram na rangaceira que rolou. Marco Tebaldi fez discurso exortando e enaltecendo o atucanado vice-governador Pavan.

Não foram convidados?

Aliás, da base de Pavan, o único representante dos emplumados da Maravilha de peso, foi o vereador Fabrício de Oliveira. Os outros ninguém sabe, ninguém viu. Porque será, hein?

Leléia e LHS

A Leléia, tendo agora no comando o deputado do DEM, Gelson Merisio, recomeça seus trabalhos . É esperado o desenrolar do pedido pra poder processar o vice Leonel Pavan. O bigodudo LHS, depois de mais um giro pelo exterior, reassume hoje, com a missão de tentar manter a penca unida. Tá difícil.

Deixa quieto!

Quem anda quietinho é o deputado estadual, Debinha Malvadeza (PMDB). Com a indefinição e a grande possibilidade de que o manda-brasa dengo-dengo do outro lado da vala enseje oposição ao Bob Carlos (PSDB), os planos de Deba tão prejudicados. Afinal, ele almeja o acasalamento do PMDB com O PSDB.

Rezando pra não chover

O pessoal da Maravilha do Atlântico anda rezando pra não chover. E não é apenas pra não prejudicar o turismo. É que basta cair uns pingos mais fortes pra alagar tudo. Será que os sacrossantos ainda não conseguiram desentupir as bocas de lobo da city praiana? Bota fogo no rabo dessa gente, Periquito!

Perguntinha maldosa?

O Pavan, provavelmente, não será mais candidato ao governo do Estado, mas deve assumir o finzinho de governo. Será que estes poucos meses à frente do executivo estadual vão lhe tornar mais um dos safadistas ex-governadores que mamam mais de 20 mil um mês sim e outro, também? Fato vergonhoso, por sinal.

Dá pra mim?

O procurador geral da prefeitura de Navega-City, Fabiano Zuco (PSDB), teria procurado o prefeito JB, que volta ao batente hoje, e só faltou dizer com todas as letras que queria o lugar da secretária Rogéria Gregório (PSDB), no Desenvolvimento Econômico. O alcaide teria feito de conta que não entendeu…

Novo líder

O deputado federal Paulinho Bornhausen pode ser o novo líder do Democratas na Câmara Federal. Na disputa pela liderança, tem ainda Abelardo Lupion, da terra do barro vermelho, o Paraná. Mas, Paulinho tem a preferência da maioria.

Vergonha! Vergonha!

Corre buxixo nos corredores do paço peixeiro, que um projeto de ‘anistia’ está sendo gestado pra resolver pepinos como do secretário do Planejamento e Orçamento, Rogério Benitz, o rei da praia Brava, que comeu uma área pública e não devolve de jeito e maneira, o triste! Se fosse, um fhodido qualquer…

Muitos outros…

O projeto que seria encaminhado às excelências excelentíssimas, colocaria uma pedra em cima do fato. E resolveria outros perrengues de outras ‘abóboras’ que ainda não afloraram. Não posso crer que o governo JB faria uma sem vergonhice destas e que os vereadores se prestariam a um papel de aprovar tal afronta.

Volta e sai

A vice-prefeita Dalva Rhenius (DEM) pode voltar a ocupar a secretaria da Saúde, pra colocar em prática o tal do ‘remédio em casa’. E depois ir cuidar do seu cargo de vice. Ela tem que fazer política, afinal, deve ser candidata à deputada estadual. O grande problema é quem vai substituir Dalva na Saúde?

Quem, quem, quem?

Afinal, todos estão carecas de saber que apesar da boa vontade, o atual interino, médico Lírio Eing, não tem o necessário jogo de cintura que a função exige. Aliás, o grande problema do JB não é fazer uma reforma administrativa e sim, trazer nomes. E pesa desde o salário até o desgaste de algumas funções.

  •  
  • Categorias: JC

Deixe uma Resposta