• 06 maio 2009
  • Postado por Tiago

Furdunço danado

A sessão do ex-aquário peixeiro, na noite de ontem, ferveu como era esperado. Oposição e situação se prepararam para a luta titânica relacionada à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre as benditas roupas doadas aos flagelados que teriam sido enterradas na Itaipava.

Lotadaça

Cargos comissionados do governo do homem dos galináceos, prefeito Jandir Bellini (PP), marcaram presença pra dar uma força à situação que está fraquinha, desunida e em minoria. Cargos do governo do ex-prefeito barbudinho Volnei Morastoni (PT) também ressuscitaram e deram o ar da sua graça no plenário do legislativo.

Não tem virgens…

Nos bastidores, o presidente da câmara, o gorducho Luiz Carlos Pissetti (DEM), disse que é culpa do governo passado e do atual toda essa situação. Ou seja, pra quem não sabe ler é como dizer – pesadamente – que nessa situação não tem ninguém virgem…

Bicudos tranquilos

A secretária de desenvolvimento social, Rosane Casas, não esteve presente, contudo, o marido, que é presidente do PSDB, Deodato Casas, esteve do começo ao fim acompanhando os trabalhos. Deodato disse que a sigla estava tranquila e que o caso da sua muié estava todo documentado. Perguntado sobre se o partido bancava a secretaria até o fim, ele nem titubeou: “é claro!”.

Couro daquilo…

A sessão foi, de certa forma, torturante. Afinal, deve ter tido uma porrada de paradas regimentais e, nesse caso, apesar do Pissetti declarar que a oposição e a situação estavam discutindo e que era normal e constitucional, o caso contrariou o seu discurso de que toleraria apenas três paradinhas. Ontem, a coisa parecia couro daquilo (que você tá pensando…), pois ia e vinha sem parar…

Batalha jurídica

O embate jurídico pra emplacar e pra barrar, contudo, foi bonito de se ver. Fazia tempo que uma sessão não era tão concorrida. Ontem, também assumiu o secretário de relações institucionais, Rogério Nassif Ribas (PP), que se licenciou da Celesc pra assumir o posto e fazer a interligação entre executivo e legislativo. Os bocudos alardeiam que Nassif ainda não tinha assumido porque queria um cargo com status de secretário. Será que será?

Depois de tudo, parabenizou…

Ontem, um pouquinho antes da CPI ser enterrada, o vereador Nikolas Reis (PT) parabenizou o burgomestre Jandir por ter chamado a imprensa e ter instalado uma sindicância. Mas não deixou de lascar que o intuito era de punir o criminoso que fez tal lambança.

Na política não tem ética!

O Jandir se perdeu ao responder uma pergunta de um repórter da rádio Bandeirantes, ao dizer que a secretária errou porque não sabia que “na política não tem ética”. Foi uma baita bobagem, dita – acredito – sem pensar.

Mais pau

O grande problema do atual governo se instalou na câmara. Quatro vereadores que puxam cada um pra si, não se entendem e que têm um líder do governo cru e despreparado como o Osvaldo Gern (PP). Há quem defenda que a liderança deveria ser comandada por Clayton Batschauer (PR). Mas tem gente no governo que não confia no parlamentar. E agora?

Vai ferver

Os ACTs que trampam no governo devem ganhar o na bunda mais tardar no dia 19 deste sagrado mês de maio. Tá no Termo de Ajuste de Conduta entre o Ministério Público e a prefa. E justamente quando deve findar o decreto de emergência. O que vai ser uma puta dor de cabeça.

Imagem da cidade

Com tudo o que aconteceu quem sofre é a cidade, sua imagem lá fora. E essa é uma preocupação de ambos os lados. Ontem, o vereador do Vassourão, Elói Camilo da Costa (PMDB), deixou claro seu posicionamento pró-governo. Não deu as caras, o triste…

Socorro! Socorro!

Confesso que fiquei perplexo com o assalto sofrido pelo Tomazo Fumarola, o folclórico italiano da banca Radar, que é também presidente do Clube dos Cornos de Itajaí. É uma loucura, porque os três vagabundos que lhe renderam fizeram isso às 8h30 da manhã, quando a rua Hercílio Luz tá chapada de gente.

Polícia pra quem precisa

E o pior: a poucos metros, na esquina, tem uma câmera bizolhuda. E o mais triste: pertinho, pertinho, tá instalado o comando da PM. Ou seja, se no centro da cidade, no começo da manhã, com câmera, puliça e o diabo a quatro a bandidagem alvissareira deita e rola, imagina nos bairros da city? Parece até Sucupira…

Meia volta volver…

O vereador Carlos Alberto da Silva, o Tinho (PR) de Barra Velha, andou disparando petardos contra o prefeito Samir Mattar (PMDB) e se distanciando da base do governo. Mas Tinho voltou rápido pro grupo governista ao sentir que não dá para ficar atirando no escuro, já que o partido não o seguiria na oposição. Que coisa!

Vestir a camisa

Na coletiva de imprensa sobre o perrengue das roupas doadas, o alcaide disse que vai ficar em cima dessa história da falta de compromisso de cargos comissionados do porto que chegam a hora que querem pra trampar e quando dá seis da tarde já se escafederam.

Dar exemplo

Leitores da coluna chamam a atenção do socadinho escriba pro desleixo do Banco do Brasil com a sua sede social e a calçada que circunda o prédio, na rua Ernesto Schneider (caminho de Cabeçudas). Realmente, fica feio para o maior banco do país deixar tudo daquele jeito. Que vergonha!

  •  
  • Categorias: JC

Deixe uma Resposta