• 21 maio 2009
  • Postado por Tiago

Eu não sabia!!!

Depois que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva declarou que não sabia, a moda pegou país afora. Ontem, foi a vez do secretário de Administração, Marcos Emilio, declarar ao nosso DIARINHO de todos os dias que ‘não sabia’ que as benditas 11 empresas que receberam de mão beijada obras pra fazer na cidade eram novinhas, quase tenras crianças. E que as tais não têm nem sede. Santa ingenuidade Robin, diria Batmam!

Cadê a dupla?

É de se perguntar aonde andará a dupla de dois: o topetudo líder do governo, Osvaldo Gern (PP), e o secretário para assuntos institucionais, Rogério Nassif Ribas (PP), que deixam que um secretário do governo da belinilândia mande as excelências excelentíssimas passarem no paço da Vila Operária pegar as informações garantidas pela lei. Comendo mosca?

Qualquer uma?

Desse jeito, siaproveitando da desgraceira que assolou a cidade, com a porteira liberada e com uma sede violenta ao pote, os ‘auxiliares’ de JB rasgando a necessidade de se fazer licitações, facultaram aos chegados, aos amigos do ‘rei’, transformar tudo num grande mar de lama, que a cada dia cheira mais mal…

Menos mal

A chique secretária de desenvolvimento social, Rosane Casas, avisa que findou o contrato pra dobrar as roupas e, com isso, de 120 mil reales a conta baixou pra pouco mais de 73 mil. Rosane, depois de ter protagonizado, com culpa ou sem culpa, afinal responde pelo cargo e não pode querer colher apenas flores e perfume, uma trapalhada atrás da outra (vide dobra e descarte de roupas num aterro de entulhos), espera-se que tome rumo. É caindo que se aprende ou se aprende caindo?

Enfeitiçados

Bastou um prefeito americano, de uma cidadezinha lá nos confins da terra de Barack Obama, ocupar o microfone da câmara de Itajaí, tendo ao seu lado uma gata gostosona pra traduzir o idioma, que nossos heróis, os vereadores, ficaram embevecidos. Os mais afoitos alardeiam que o presidente gorducho Luis Carlos Pissetti (DEM) vai exportar os avanços tupiniquins pra terrinha estadunidense.

Chumbo grosso

Aliás, as línguas afrouxadas de plantão contam que o homem dos galináceos, acossado pelas cabeçadas, burradas de seus comandados, teria pedido ao ‘Pi…7’ pra dar uma segurada na câmara. Olha, o irrequieto já defendeu com um balançar da pança uma CPI, dando um voto de minerva ao alcaide progressista. Acredito que bastou. Foi um aviso…

Só se for burro

Todo mundo tá careca de saber que de burro Pissetti não tem um fio de cabelo. Com aquele seu jeito bonachão e riso farto, é um leão feroz e sabe onde bota os pés. Não vai mais segurar se estourar uma nova investida da oposição querendo sangue e cabeças rolando por conta da ‘inexplicável leveza’ de agentes públicos, que deixaram correr frouxo. E o que aconteceu até pode sim ensejar mais um pedido de CPI. Mesmo que dê em nada, seria um golpe na espinha do governo.

Dá um dedo…

Infelizmente, o tempo passa, o tempo urge, e JB tem que fazer o sacrifício de dar um dedo antes que venha a perder a mão. Não pode mais vir a público, como fez na questão das roupas, trazendo pra si o problema e responsabilidade e passando a mão na cabeça de seus subordinados. Ou muda ou não muda e vê seu governo sangrar lentamente e seu nome esfriar na boca da população.

Cabo eleitoral de VM

O ex-prefeito barbudinho Volnei Morastoni (PT) está se mexendo. Anda falando pelas ruas que vai ser sim candidato à Leleia e acredita, como apontariam pesquisas, que ficará entre os mais votados. Já teria confidenciado, inclusive, que se eleito deputado o próximo passo é disputar a principal cadeira do paço da Vila Operária e para isso conta com um baita cabo eleitoral, o atual prefeito Jandir Bellini. Eita coisa!

Tem que mudar

Com isso, JB se encontra numa encruzilhada: tem que alojar o PMDB e suas fileiras no governo. Botar um, significa tirar um. Desalojar partidários que vestiram a camisa de sua eleição e que já andariam descontentes, alardeando que a cota combinada não foi cumprida. Outros que se agarraram sequer foram lembrados…

Phode ou não phode!

Tem que fazer mudanças, mudar nomes que se mostraram incapazes e que, ao invés de ajudar, na verdade, trouxeram confusão, desconforto e outros que ainda não mostraram a que vieram. Agora, que tá melhor do seu problema na próstata, JB tem que dar mijada, mas uma baita mijada e botar pra correr quem é indolente e só quer usufruir.

Na labuta

O diretor geral do Semasa, Flávio Farias, o Flavinho, esteve recentemente na capital federal em busca de recursos para a segunda etapa das obras da rede de esgoto de Itajaí. Em Brasília, o homi manteve contatos com representante do Ministério das Cidades, além de encaminhamento das documentações necessárias pra liberação de verbas.

Nem tudo que reluz…

O vereador Marcelo Werner (PCdoB) andou mandando fazer mais de cinco mil cópias xerox, na máquina da câmara, daquele seu informativo. O abuso fez com que o irrequieto Pissetti restringisse as cópias e agora, o vereador que quer tirar cópia, tem que pegar autorização. E tem mais: esse tipo de atitude de Werner pode lhe render dor de cabeça, afinal é promoção pessoal com grana pública. Oh, dor!

  •  
  • Categorias: JC

Deixe uma Resposta