• 03 jun 2009
  • Postado por Tiago

PMDB governista?

Foi um espanto o discurso do vereador bigodudo Laudelino Lamim (PMDB), na noite de ontem, na câmara. O peemedebista disse que o Tarcisio Zanelatto, o Zé Bellini e a Rosane Casas tavam fazendo um bom trabalho. Entregou-se de mala e cuia e é mais governo que o pessoal do PP. Phode?

Cartão ‘Sim’…

Depois do estrondo que ecoou em Itajaí, com o possível cancelamento da licitação que entregou de bandeja por mais 15 anos o transporte urbano pra empresa do Sergio Rizzi, a situação fica calada e a oposição se fecha em copas. Ninguém viu nada? Não bizolharam o edital? Todos os vereadores disseram amém na época… Eu escrevinhei “todos”! Sem pestanejar…

Ainda rende…

O vice-governador atucanado Leonel Pavan (PSDB) assumiu a responsabilidade pelo fato do prefeito Jandir Bellini (PP) não ter dado um pio no evento que trouxe o prefeito Beto Richa (PSDB) de Curitiba. O tucanão pediu pro Deodato Casas pra que não houvesse mais discurso após a sua fala, porque o blablablá de Richa era longo pra dedéu.

Todos esticariam o bico

Pavan explicou que como o evento era do PSDB, teria direito a espichar o bico o deputado Dado Cherem e o chefão da polícia civil do estado, Maurício Eskudlark. Todos teriam concordado menos a esposa do Deodato, a secretaria de Desenvolvimento Social Rosane Casas, que ficou de bico fechado, dizem, nos bastidores. Que gente, linguaruda!

Pegaria mal?

Nos bastidores, o tucanão Pavan teria admitido que, apesar da sua histórica e longa amizade com o Jandir, poderia não soar bem seu discurso um dia depois do julgamento no TSE em que o seu partido tentou ser o algoz do PSDB e do PMDB. Alguns peemedebistas (aqueles antigoverno, é claro) peixeiros já estavam se coçando com a simples presença de Bellini no local. Imaginem se falasse, comentaram bicudos atentos.

Roberto bem claro?

O vereador Roberto de Souza Junior (PMDB), da Maravilha do Atlântico, pode acabar sendo apelidado de ‘Roberto bem claro’. De uns tempos pra cá, quando pega o microfone pra debulhar discurso, o moçoilo fala direto: “quero deixar bem claro”, pra logo em seguida: “quero deixar bem claro”…

Só não acerta a Mega-Sena…

Tem muito político de Itajaí que de uns tempos pra cá anda consultando a Mãe Sandra de Elóa. A muié anda acertando todas as suas previsões. O único problema é que tem que tomar cuidado pra não contrariá-la, pois as suas pragas quando pegam no lombo do coitado, se não matam, aleijam. Credo!!!

Abobrão não dá certo!

O presidente do ex-aquário peixeiro, o gorducho Pissetti, fez um rosário de elogios ao chefão do Codetran, o Zé Alvercino, o Zé Bellini. “Ele tá dando certo, porque não é boçal, é humilde e vestiu a camisa do governo. Quando trazem os abobrões (falou isso mesmo!), os doutores, a coisa não dá certo!”, debulhou.

Tá marcada

A primeira audiência no processo que move o juiz peixeiro Paulo Sandri contra o ex-prefeito barbudinho Volnei Morastoni (PT) foi marcada pro dia 1º de julho às 13h30. O magistrado não gostou nem um pouquinho da incontinência verbal de Volnei e o processa por calúnia, difamação, entre outros perrengues. Eita, coisa!

Cara a cara

O vereador carecão, Evandro Argenton (PSDB), do outro lado da vala, Navegantes, emplacou requerimento convidando o superintendente do porto de Itajaí, Antonio Ayres, pra dar uma chegadinha na casa do povo dengo-dengo e explicar, por exemplo, sobre as obras do molhe norte, que estão paradinhas, paradinhas. Se ele aceitar pode marcar a data que quiser pro plá. E se não aceitar?

Rainha dos busões

Outro perrengue emplacado na câmara dengo-dengosa foi um pedido de informações ao prefeito Bob Carlos (PSDB), para que explique como anda a situação da empresa de busos, a Rainha. Quem quer saber tudinho e mais um pouco é o vereador Marcos Paulo da Silva, o Marquinhos (PT). Pois estes dias o Bob não fez a maior cena, embarcando no busão e dizendo que a coisa ia mudar? Afinou o discurso?

Cidinho, quase parando…

Aliás, foi um verdadeiro absurdo o que aconteceu no legislativo dengo-dengo. O vereador Marquinhos pediu a palavra pro Roosevelt Martins Ribeiro que não representava nenhuma entidade e teve acesso à tribuna pra lascar o pau de dar em doido pra cima do vereador Evandro Argenton.

De uma TV pra outra?

A história do PTB peixeiro continua rendendo. De um lado, alardeiam que um moçoilo cheio de gás vai assumir a sigla, com gente nova e uma porrada de ideias na cabeça. De outro lado, assopram que o Flávio Furtado pode ser o novo chefe da sigla. O que não se sabe é se o secretário Nilson sai ou não da secretaria da Criança e do Adolescente.

Pode criar força…

O que se comenta é que muitos dos insatisfeitos com o comando do chefão do PTB no estado, o pastor-deputado Narciso Parisotto, podem se bandear de mala e cuia pro PR do vereador Clayton Batschauer. Dando-lhe gás e força pra sua campanha em 2010. Será que será?

Três por três

Três gerentes da SDR foram exonerados ontem. Um deles é o Renato Silva, o popular Renato Marejada. Os outros dois são: Marina Andrade, e Aldanei Pezzine. Saem os três e entram outros três peemedebistas. Coisa resolvida há dois anos pelo deputado estadual Debinha Malvadeza e o federal João Mattos.

  •  
  • Categorias: JC

Deixe uma Resposta