• Postado por Tiago

INTERNA-POLÍCIA--PÁGINA-SEIS-apreensao-maquinas-caca-niqueis-sao-judas---Foto-Felipe-VT---17

Dona da jogatina disse que alugava a casa por R$ 2 mil

Pela segunda vez em sete meses, a polícia teve que fazer uma visitinha na casa da dona Mari Rosemeri Ferreira, 42 anos, pra dar um basta na jogatina. Na tarde de ontem, os tiras da central de Operações Policiais (COP) de Itajaí estouraram o novo bingão fuleiro que foi montado nos fundos da casa da muié, no São Judas, em Itajaí.

A equipe da COP chegou até a casa na rua Imaruí depois da denúncia da mãe de viciadinho em jogos. Passava das 16h, quando eles bateram na baia. Os tiras encontram as máquinas no mesmo quarto dos fundos da casa, onde funcionava o cassino estourado há sete meses. Um circuito interno de tevê era usado pra vigiar quem passava na frente da casa. Nas 13 papa-trouxas apreendidas foram encontrados 240 reales.

Mari disse que alugava o espaço por R$ 2 mil por mês pra um cara que se identificava por Rudinei, de Balneário Camboriú. O traste colocava as máquinas no lugar e lucrava com a grana dos trouxas. Ela garante que nunca convidou ninguém pra jogar e só deixava entrar quem já era conhecido da turma de tansos que gosta de ser enganada.

Os tiras desmontaram todas as máquinas e levaram pra COP, junto com a dupla de jogadores e a dona da casa. Os trouxas bateram um papo com o delegado e foram liberados em seguida. Já a muié assinou uma nova papelada se comprometendo a sisplicar na justa porque se meteu dinovo na bronca.

Cordeiros

Os tiras da COP saíram direto do São Judas pros Cordeiros, onde deram o atraque numa casa e num bar da rua Eredes Serpa. Os policiais apreenderam cinco máquinas engana-trouxa no boteco e mais duas papa-trouxa na casa da espertalhona. Nenhum tanso tava no local na hora do atraque.

  •  

Deixe uma Resposta