• 13 out 2009
  • Postado por Tiago

Ueba! Tá tendo a Micareta do IPI!

BUEMBA! BUEMBA! Macaco Simão Urgente! O esculhambador-geral da República! Direto do País da Piada Pronta!

E sabe o que o brasileiro fez nesse feriadão? Comprou geladeira. Com redução de IPI. Eu fui ao Hiper Bom Preço em Salvador e estava tendo promoção de geladeira sem IPI, com transmissão ao vivo pela Rádio Bahia. Parecia Carnaval. Mais gente que no Carnaval. Micareta! Carnaval fora de época. Micareta do IPI!

Eu só queria uma coisa do Lula nesse feriadão. Que fizesse sol!

E olha a placa na peixaria em Salvador: aqui até o peixe-espada é fresco! E a Bahia é tão animada que até em lan house tem música ao vivo. É verdade. Todo mundo no computador e o cartaz: sexta-feira música ao vivo. E sabe como se chama motel de alta rotatividade na Bahia? SOBE DESCE!

E adorei os comentários do Kibeloco sobre o Nobel do Obama. O Nobel da Paz do Obama caiu como uma bomba. O Iraque comemorou com tiros pro alto. E quem derrubou de uma vez só o Bush e a Sarah Palin já merece um Nobel.

E já imaginou se o Lula ganhasse o Nobel de Física? Aí é que ia dar merda. Rarará! Aliás, já tem gente dizendo que o Lula ganhou o Nobel da Sorte.

E os americanos lá no Afeganistão já avisaram as tropas que o Obama ganhou o Nobel da Paz? ‘Obama ganhou o Nobel da Paz? Vamos avisar as tropas!’ Rarará!

E uma amiga foi pra Aparecida e almoçou na Churrascaria e Choperia Santuário dos Apóstolos. Sei. E no fundo tem um lugar reservado pra Santa Ceia?! Rarará!

E adorei o senador Mão Santa: ‘Não há VOO AÉREO internacional em Teresina!’. É mole? É mole, mas sobe! Ou como disse aquele outro: ‘É mole, mas trisca pra ver o que acontece!’.

Antitucanês Reloaded, a Missão. Continuo com a minha heroica e mesopotâmica campanha Morte ao Tucanês. Acabo de receber mais um exemplo irado de antitucanês. Sabe como se chama a Granja Comary dos chilenos? Complejo Deportivo Pinto Durán!

Mais direto, impossível. Viva o antitucanês! Viva o Brasil!

E atenção! Cartilha do Lula. O Orélio do Lula. Mais um verbete pro óbvio lulante. ‘Fiança’: companheiro que tem um monte de fio. No Dia da Fiança! Rarará!

E eu tenho uma teoria: no Brasil todo mundo fala errado, mas todo mundo se entende. O lulês é mais fácil que o ingrêis. Nóis sofre, mas nóis goza. Hoje só amanhã!

Que eu vou pingar o meu colírio alucinógeno!

  •  

Deixe uma Resposta