• 08 jul 2009
  • Postado por Tiago

Senado! Pegaram a Gripe do Bigode!

E saiu o resultado da autópsia do Jackson: morreu engasgado com um pé de moleque!

BUEMBA! BUEMBA! Macaco Simão Urgente! O esculhambador-geral da República! Direto do País da Piada Pronta!

Polícia Federal apreende 500 quilos de maconha no interior de São Paulo. E qual o nome da cidade? FARTURA! Rarará!

sts

E outra piada pronta: ‘Michael Jackson: TVs mostrarão culto ao vivo!’. Aliás, saiu o resultado da autópsia do Michael Jackson: morreu engasgado com um pé de moleque! E aquele brasileiro de Santa Catarina que ganhou ingresso pro showneral? Cúmulo da sorte: ser sorteado entre milhões. Cúmulo do azar: não conseguiu visto! Rarará!

sts

E o Senado, hein? Eu lavo e você enxuga. Tá uma esculhambação! E aquele Agaciel? Que nome. Aliás, leia o nome do Agaciel de trás pra frente: Leicaga. Rarará! Tá cagando e andando pra lei. E o Sarney, hein? O blog Comentando disse que o Sarney vai mudar o Festival de Parintins pra Festival de PARENTENS! Salário Caprichoso X Emprego Garantido!

E adorei a frase do Mercadante: ‘A crise no Senado não pode ser debitada na conta do Sarney’. NÃAAAAAAAAAAAO?! Então vai ser debitada na conta de quem?

Na minha. Na minha já foi. Débito automático! E sabe como tá sendo chamada a crise no Senado? Epidemia dos Bigodes. A Gripe do Bigode!

E eu só quero que o Sarney saia se eu puder escolher quem vai ficar no lugar dele. Senão, não adianta nada.

E eu quero que o Sarney saia da Academia Brasileira de Letras! Rarará! E a frase de um pessedebista: ‘eu sei que a vingança é um sentimento vil, mas ver o PT defender o Sarney não tem preço’. Tem sim!

É mole? É mole, mas sobe! Ou, como diz aquele outro: é mole, mas trisca pra ver o que acontece!

sts

Antitucanês Reloaded, a Missão. Continuo com a minha heroica e mesopotâmica campanha Morte ao Tucanês. Acabo de receber mais um exemplo irado de antitucanês.

É que nas festas juninas da Esplanada na Bahia tinha uma barraca: SARNEY’S DRINKS Formiguinha Fest. É a família expandindo os negócios? Rarará!

Mais direto impossível. Viva o antitucanês. Viva o Brasil!

sts

E atenção! Cartilha do Lula. Orélio do Lula. Mais um verbete pro óbvio lulante. ‘Sarney’: companheiro declinando um novo verbo, ‘Sarney, mas não fui eu’. Rarará! O lulês é mais fácil que o ingrêis.

Nóis sofre, mas nóis goza. Hoje só amanhã.

Que eu vou pingar o meu colírio alucinógeno!

E vai indo que eu não vou!

  •  

Deixe uma Resposta