• Postado por Tiago

INTERNA-ABRE-PAG-22---judo-itajai-e-florianopolis---foto-FelipeVT

Peixeiros esmagaram os adversários

Textos Anderson Bernardes

Fotos Felipe VT

De Chapecó

A equipe de judô de Itajaí faturou mais duas medalhas de ouro ontem e, de quebra, conquistou por antecipação o troféu da modalidade no naipe masculino pelo terceiro ano consecutivo. A turma peixeira abriu 15 pontos de vantagem pra Joaçaba e não pode mais ser alcançada. Lembrando que, em 2008, os judocas itajaienses faturaram o troféu, mas os jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) foram cancelados por causa da enchente.

Hoje rolam as lutas por equipes. Nas disputas de ontem, o peixeiro Guilherme de Souza faturou o ouro no super-ligeiro e Phelipe Pelim foi o melhor de todos na categoria ligeiro. A gatinha Samara de Souza ainda conquistou o bronze no meio-leve.

Balneário faz feio

Quem decepcionou pra valer foi o judô masculino de Balneário Camboriú. A galera responsável pelas inscrições dos atletas fez a maior lambança, inscreveu os judocas nas categorias erradas e quatro lutadores viajaram pra Chapecó, mas não puderam competir. Um dos atletas não apareceu pra viagem e dos outros três que entraram no tatame, só um chegou a disputar a medalha de bronze, mas foi derrotado.

O professor Nilson Borba, técnico da equipe, só soube da lambança um dia antes da competição. Como o regulamento dos Jasc só permite mudança nas inscrições até 48 horas antes do congresso técnico, que rolou na véspera das lutas, os judocas tão coçando em Chapecó. O técnico não soube explicar o que aconteceu. ?Nosso coordenador técnico fez as inscrições e estava tudo certo. Só no congresso é que ficamos sabendo que estava errado?, justificou.

Caratê peixeiro ganha ouros

A galera do caratê peixeiro conquistou sete medalhas no primeiro dia de competição da modalidade. O destaque entre os cuecas da delegação foi Jeison Baldo, que faturou o ouro no kata individual masculino e ainda ajudou a equipe, também formada por Carlos Medeiros e Paulo Santos, a conquistar o bronze no kata.

Entre a muierada, o destaque do kata foi a peixeira Ana Carla de Andrade, que conquistou a prata no individual e ajudou as companheiras Silvia Castanheiro e Eloísa Leu a trazerem o bronze por equipe. O kata ? pra quem não manja muito de caratê ? é a aquela categoria em que não rola pancadaria. O que vale pontos é a execução dos movimentos numa apresentação.

Na disputa do kumite ? ou seja, na hora que rola a pauleira ?, as gatinhas peixeiras fizeram ainda mais bonito. Na categoria de lutadoras até 53 kg, Valéria Kumizaki deu porrada em todas e levou o ouro pra casa. Mais tarde, na até 60 kg, Ketlin Shutler desceu o braço na adversária de Joinville e garantiu mais um ouro pra Itajaí. No fim da tarde, Claudemir da Silva conquistou a prata na categoria até 65 kg e fechou a tarde vitoriosa dos peixeiros.

Hoje, as disputas do kumite individual continuam e, amanhã, rola a competição por equipes que define o troféu. Itajaí tá na briga, literalmente.

  •  

Deixe uma Resposta