• Postado por Tiago

Levantamento aponta que o cadeião peixeiro é, proporcionalmente, o mais lotado se comparado com os principais presídios catarinas

O juiz corregedor do cadeião peixeiro, Carlos Roberto da Silva, enviou na tarde de ontem um ofício urgente ao secretário de Segurança Pública e Defesa do Cidadão, Ronaldo José Benedet, e o da Justiça e Cidadania, José de Almeida Pedroso, pedindo a transferência imediata de 200 presos. O pedido foi feito 14 dias após o primeiro ofício enviado aos abobrões, que cagaram e andaram pro pedincho. Ontem, o presídio tinha 680 presos num espaço construído pra abrigar 198 detentos. Uma vaga da casa era usada por 3,43 presos. A média deu o caneco ao presídio peixeiro de mais superlotado entre os principais cadeiões do estado, ficando na frente de Blu, Chapecó e Palhoça.

Para ilustrar a necessidade da transferência urgente dos presos, o juiz Carlos Roberto fez um comparativo entre a capacidade e o número de presos dos principais cadeiões da Santa & Bela. A comparação foi feita entre os cadeiões de Itajaí, Balneário Camboriú, Chapecó, Blumenau, Criciúma, Concórdia e Palhoça. Pra se ter uma ideia, Itajaí tem 482 detentos a mais do que a sua capacidade. Balneário abriga 239 presos a mais que a capacidade. Em terceiro lugar aparece Chapecó com 147 detentos mais que o previsto.

Pelo levantamento, Itajaí tem a maior proporção de população carcerária do estado e só perde em número de presos pro cadeião de Blumenau, que tem quase o dobro de número de vagas. ?A transferência de 15 presos pelo Departamento de Administração Penal (Deap) em nada contribuiu para que ao menos se amenizasse a situação enfrentada diariamente pela administração prisional, poder judiciário, ministério público e, em última análise, pela sociedade?, desabafou o juiz.

No ofício, o dotô ainda comenta que na operação pente-fino realizada esta semana no cadeião foram apreendidos vários estoquetes, celulares, drogas e outros trecos que podem colocar em risco a vida dos presos durante uma briga. ?O que corrobora e anuncia a real possibilidade de os presos se rebelarem, destruindo o estabelecimento penal e pondo em imensurável risco à vida de todos?, finalizou o becado.

Hoje, o cadeião tem 12 presos a mais do que os 668 que se rebelaram em fevereiro deste ano, quebrando grades e paredes de 11 celas, obrigando assim as otoridades a interditar o local.

Tô nem aí

Há 14 dias, o juiz já tinha enviado um ofício pedindo providências pra resolver o perrengue do cadeião peixeiro. O magistrado temia que pudesse rolar uma rebelião por conta da superlotação. Embora tenham recebido o pedincho, as otoridades da segurança pública da Santa & Bela ligaram o ?tô nem aí? e nem respostas deram ao juiz.

Os dados da superlotação

Presídio / Cidade

Capacidade

População atual

Média: presos por vaga

Itajaí

198

680

3,43

Balneário Camboriú

104

343

3,29

Chapecó

130

277

2,13

Blumenau

350

720

2,05

Criciúma

320

647

2,05

Concórdia

74

136

1,83

Palhoça

300

268

0,89

  •  

Deixe uma Resposta