• Postado por Tiago

 

images1O vereador Roberto Pedro Prudêncio Neto (PDT) voltou a utilizar a tribuna da Câmara de Brusque  para se defender das acusações de envolvimento na Operação Arrastão, desencadeada pela Polícia Federal no mês de março. Ele apresentou um documento da Justiça de Tijucas, responsável pelo caso, no qual o juiz Pedro Carvalho destaca que o pedetista não foi incluído no relatório dos federais encaminhado ao Judiciário e está fora do processo inicial.

No discurso, o vereador utilizou o documento emitido pelo juiz a pedido de seu advogado, para considerar o caso encerrado. Segundo ele, ao fazer isso, o magistrado atesta sua inocência. Prudêncio Neto aponta a proporção que o fato ganhou a partir da citação de seu nome no relatório em relação a questões político-partidária e atira na direção dos integrantes do atual governo.

“Sou favorável a todo e qualquer tipo de manifestação democrática. Agora, a gente acha estranho quando existe um cunho político por trás. Contra a corrupção eu também sou”, disse ele na tarde desta quarta-feira (13), em referência ao Movimento Brusque Unida Contra a Corrupção, que levanta a bandeira pela cassação de seu mandato e também do vereador Ademir Braz de Sousa (PMDB).

  •  

Uma Resposta to “Juiz emite documento em favor de Prudêncio Neto”

  1. proconbc Diz:

    Emitiu quenem eu emito no vaso sanitário, não vale de porra nenhuma o que o juiz amigo do pai do Prudencio emitiu…

Deixe uma Resposta