• Postado por Tiago

O advogado Ricardo Bittencourt, 26 anos, não quer ver o juiz Adilor Danielli, da 2ª vara Cível de Balneário Camboriú, nem pintado de ouro. Esta semana, ele se estranhou com o magistrado e diz ter sido enxotado do gabinete do homem da toga, com direito a escolta policial e tudo. Ricardo diz que registrou um boletim de ocorrência contra o juiz e promete dedurá-lo pra corregedoria dos magistrados e pro conselho Nacional de Justiça.

Ricardo é advogado de uma empresa de transportes peixeira. Ele tá representando um dos motoristas da transportadora numa ação com pedincho de liminar. Por isso tem pressa em ouvir o que o juiz tem a dizer.

Na terça-feira, conta que conversou com a assessora do magistrado antes de rolar toda a confusão. “Falei com a assessora do juiz, e ela me deu a informação de que o despacho sobre a ação tava pronto, nas mãos dele, pra conferir e assinar. Eu falei que ficaria aguardando”, relata.

O dito não sabe dizer o que teria irritado o juiz. “Diante disso ele saiu do gabinete, se dirigiu a mim e mandou que eu me retirasse da sala, em tom grosseiro e desrespeitoso. Então ameaçou chamar a polícia, e eu disse que ele chamasse e mandasse me prender”, conta Ricardo.

O resultado foi que o advogado saiu do gabinete do juiz de braços dados com dois policiais militares. “Saí do fórum e registrei um B.O. contra ele por abuso de autoridade”, afirma. Ricardo também comunicou à ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e prometeu levar o caso ainda mais longe. “Estou fazendo uma representação na corregedoria e no conselho Nacional de Justiça, e vou processar o Estado”, carcou.

Pro advogado, o juiz perdeu as estribeiras quando o mandou pra fora da sala. “Se com um advogado acontece isso, imagina se alguém chega lá pra pedir informação. Me senti ultrajado e ridicularizado na frente dos meus colegas”, reclama.

O mandachuva da OAB no Balneário, Armando Lins Junior, contou que tá à espera da comunicação formal do bafafá. “Pedimos que ele relate oficialmente o caso pra analisarmos que medida será tomada”, informou.

Tá passeando

Uma funcionária do cartório informou ontem que o juiz Adilor Danielli tá viajando e só volta na semana que vem. O DIARINHO tenta desde quarta-feira ouvir a versão dele.

  •  

Deixe uma Resposta