• Postado por Tiago

INTERNA-POLÍCIA-PAGINA-SETE-tentativa-fuga-em-massa-cadeiao-itajai-006

Siutação no cadeião piorou depois que tentativa de fuga foi frustrada

O juiz corregedor Carlos Roberto da Silva não descarta a possibilidade de pedir a interdição do presídio de Itajaí. Um laudo elaborado pelo setor de engenharia da prefeitura peixeira apontou que a estrutura arquitetônica do cadeião não apresenta condições de abrigar os 682 presos que hoje estão amontoados no local. A decisão do juiz depende ainda do resultado do laudo que vai avaliar as condições sanitárias do cadeião, que está sendo elaborado pela secretaria da Saúde do município.

A situação do presídio foi agravada depois que agentes prisionais e polícia Militar frustaram na sexta-feira uma tentativa de fuga no cadeião. Os presos tinham cavado um túnel de aproximadamente seis metros de comprimento com 150 centímetros de diâmetro. O túnel dava direto pro muro externo, por onde poderiam sair 560 dos 682 presos que tão no cadeião. Depois da descoberta do túnel seis presos foram transferidos. Quatro foram brutalmente surrados pelos colegas de cela. Os presos espancados estão fora das galerias. A suspeita do administrador do presídio, Maurílio Antônio da Silva, é que os bandidos resolveram espancar os companheiros acreditando que eles deram com a língua nos dentes e denunciaram a tentativa de fuga. Entre os presos surrados, tem um que perdeu todos os dentes da frente.

O assessor do corregedor, Pablo Inglez Sinhori, adianta que um procedimento administrativo pedindo a interdição do presídio rola no fórum desde 2005, mas só em setembro o Ministério Público se manifestou pela interdição. Depois da manifestação do Ministério Público, o juiz pediu os laudos da prefeitura. O de engenharia foi entregue e até ontem não tinha chegado ao gabinete do juiz.

Em setembro o juiz pediu a transferência de 200 presos do cadeião. Na época o departamento de Administração Prisional (Deap) negou o pedincho, alegando falta de espaço nas outras unidades prisionais do estado.

  •  

Deixe uma Resposta