• Postado por Tiago

O julgamento da ação movida pela coligação Amo Florianópolis (PP e PTB) contra o prefeito da capital, Dário Berger (PMDB), foi adiado pra 1º de julho. De acordo com o relator do caso, o juiz Samir Oséas Saad, o corregedor do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e relator do processo, o desembargador Newton Trisotto, não poderia comparecer à audiência marcada anteriormente pra quarta-feira da semana que vem.

A acusação da coligação que perdeu a eleição pra Berger no ano passado é de que o prefeito não poderia ser eleito em Floripa, após ter comandado duas vezes seguidas a cidade de São José. A seu favor, Dário alega que fez uma consulta prévia ao TRE e que não houve impedimento dele se candidatar na capital.

  •  

Deixe uma Resposta