• Postado por Tiago

As contas da ex-participante do Big Brother Brasil, a loirosa Ana Carolina Madeira, foram grampeadas pela justiça. O bloqueio rolou por treta do papai da bonitona, José Laércio Madeira, o Dedé, preso em 25 de junho durante a operação Arrastão II, acusado de exploração de máquinas caça-níqueis. A justa desconfia que o paizão possa ter guardado o dinheiro sujo na conta dos filhotes.

A determinação partiu do 2º promotor de justiça de Itapema, João Alexandre Massulini Acosta. A princípio, a ex-BBB e os três maninhos só podem movimentar as contas do dia 7 de julho pra cá. Toda a bufunfa que tava depositada antes do dia do grampo terá que ficar intacta pra análise da justa. O dotô não foi encontrado ontem pra comentar o assunto. O processo corre em segredo de justiça.

Apesar de todo o sigilo, o promotor Sidney Eloy Dalabrida confirmou o bloqueio. Ele também confirmou que foi pedida a quebra de sigilo bancário dos 11 meganhas presos durante a operação Arrastão II. Os fardados tão guardadinhos no xilindró dos milicos, no 4º batalhão da PM, em Floripa.

O doutor Dalabrida aguarda o recebimento dos extratos bancários dos policiais, principalmente do major, ex-comandante do batalhão de Itapema, Márcio João de Souza. “Embora não seja comum colocar esse tipo de dinheiro em conta, estamos aguardando a liberação pra que possamos analisar”, disse. Não há data prevista pra entrega das informações.

A operação Arrastão II foi deflagrada pelo Ministério Público e a corregedoria da polícia militar há um mês. Onze fardados, entre eles três sargentos, um cabo e até o comandante de Itapema, major Márcio, foram parar atrás das grades acusados de acobertar a jogatina. Entre os detidos civis tava Dedé, pai da ex-BBB Ana Carolina, apontado como um dos chefões do bando.

  •  

Deixe uma Resposta