• Postado por Tiago

O tribunal da dona justa negou o pedincho de arrego feito por um assaltante que trocou tiros com os meganhas depois de ter dado um atraque num posto de gasolina de Itapema, em fevereiro deste ano. O mequetrefe alegava que faltavam provas de sua participação no crime e queria ser liberado da jaula. Robério tentou engambelar a justa dizendo que as provas contra ele não eram suficientes e pedinchou pra silivrar do xilindró ou ter a pena aliviada. O desembargador Moacyr de Moraes Lima Filho, relator do processo, caneteou que todas as testemunhas ouvidas no processo confirmaram que o traste era um dos assaltantes. Os outros desembargadores concordaram com ele, e o cara foi levado divolta pra detrás das grades.

Robério Rodrigues Corrêa foi condenado a seis anos e meio de prisão depois que aprontou tudo e mais um pouco. O traste saiu de casa pronto pra ganhar uma grana. Seguiu junto com um comparsa pra frente de um banco e atacou um coitado que tentava retirar dindim do caixa eletrônico. Pra sorte da vítima, a maquininha que cospe grana tava enguiçada e ninguém conseguiu tirar nem uma merreca.

Injuriados, os coisas-ruins seguiram pra um posto de gasolina, decididos a não acabar no preju. Eles anunciaram o assalto e levaram cerca de R$ 700, que tavam na caixa registradora.

  •  

Deixe uma Resposta