• Postado por Tiago

INTERNA-10-ABRE

Christina: ?Tola eu não sou!?

Se sentindo deslocada do grupinho do governo, a vereadora Christina Barichello (PPS) largou a liderança da câmara de Balneário Camboriú. O rolo todo teria sido motivado porque o secretário de Articulação, Marcos Weisshemer, entrou em contato com vereadores da oposição e pediu que não votassem no projeto da guarda, enquanto a vereadora se matava pra fazer o projeto ser aprovado na casa do povo.

Pink acumula mágoas com o secretário há uns 15 dias, desde que ele deixou a pasta da administração do município e assumiu a secretaria de Articulação. A vereadora afirma que eles deveriam trampar em parceria, mas desde então o barnabé só tem dado fora e nunca passa os planos do governo à líder na câmara.

O estopim da briga rolou há 15 dias, quando o projeto da guarda entrou em pauta pra ser votado, depois de tanto vai e volta. Os homens da casa do povo fizeram o pedido de vistas. Já Christina defendeu o projeto, que é a menina dos olhos do prefeito-ave, com unhas e dentes.

No entanto, a vereadora ficou de queixo caído depois que os vereadores da oposição, Moacir Schmidt (PSDB), José Carlos Hannibal (PP), e João Miguel, (PSDB), o Tatá, contaram que receberam a ligação do articulador político do governo, Marcos Weisshemer, na noite anterior, dizendo que o prefeito estava sem pressa pra votar o projeto e que poderiam esperar pela audiência pública marcada pra discutir o assunto no dia seguinte. ?Eu estava defendendo o governo. A audiência pública poderia ter sido marcada antes?, disse a Pink.

Christina ficou chateada porque o secretário procurou os vereadores da oposição e não deu nenhuma satisfação a ela. ?Acho que o secretário de Articulação fala em nome do governo, mas não tá colocando a vontade do governo em pauta. Conversei com o prefeito e ele disse que não pediu nada disso?, contou.

Pra piorar a situação, Christina afirma que procurou o secretário em tudo quanto é canto pra esclarecer a situação, mas até agora não achou nem rastro dele. Pretende, nos próximos dias, marcar uma reunião com Periquito e o abobrão pra botar os pingos nos is e decidir se irá voltar a assumir a liderança do governo na casa do povo. Por enquanto, ninguém ocupa o posto da Pink.

O anúncio que iria largar a liderança na câmara rolou durante a sessão de quinta-feira. Christina usou a bancada pra anunciar a decisão e desabafar. ?Não me façam de palhaça. Porque tola eu não sou?, mandou antes de virar as costas e simandar.

Pink não sabe explicar porque a treta interna rola, mas arrisca em dizer que seria bronca de partidos. ?Se ele (Weisshemer) tem algum problema comigo ou com alguns colegas do partido, ele que resolva isso?, lascou.

  •  

Deixe uma Resposta