• Postado por Tiago

A lei aprovada esta semana, que obriga os motoras de brutos a descansar a cada quatro horas na boleia, e a tirar pelo menos 11 horas de sombra e água fresca por dia, vai ser difícil de pegar. O aviso é do pessoal da puliça rodoviária federal, que sabe da dificuldade em bizolhar os caminhoneiros e descobrir se eles tão ou não cumprindo as novas regras.

Se forem pegos no pulo, os motoras ganham um canetaço por infração gravíssima. A fiscalização pode ser feita através do tacógrafo, um aparelhinho que dedura há quantas horas o caminhoneiro tá na estrada. Mas o mandachuva do posto da PRF em Itapema, Júlio César Haas, diz que é difícil aplicar alguma punição pra quem dirige por horas a fio, porque o motora pode alegar que tá descansado. “Ele pode dizer que parou, é complicado controlar”, comenta.

Júlio acha que o mais correto seria aplicar regras mais apertadas pras transportadoras.

  •  

Deixe uma Resposta