• Postado por Tiago

abre-sete---leilao-camboriu

Pregão trouxe galera de tudo quanto foi canto pra Cambu

O leilão da bagulhada que entupia o pátio da prefa de Camboriú, ontem de manhã, rendeu uma baita bolada pros cofrinhos públicos. Dos 20 lotes anunciados, só dois não foram vendidos. Ainda falta contabilizar a grana arrecadada com o lote de sucata, que será pesado hoje. Mesmo assim, o lucro já ultrapassa R$ 190 mil. É velharia que vale ouro!

O prego rolou no auditório da prefa e contou com uma renca de compradores de toda a região. A maior parte das mercadorias leiloadas era de carros, 10 lotes no total. O mais caro era um Gol ano 1999, branco, que teve lance inicial de R$ 12 mil. A caranga mais barata era uma Fiorino, que teve lance mínimo de 500 pilas. Também foram vendidos caminhões, retroescavadeiras e duas Topics.

Uma das Topics, que era usada como ambulância, tava tão judiadinha que não agradou nem os compradores de quinquilharias. Um Uno Mille ano 1991 também não foi arrematado e os dois acabaram divolta no pátio até que role um novo leilão, ainda sem data pra acontecer.

A avaliação inicial dos bagulhos feita pelo leiloeiro Júlio Ramos Luz, contratado pra ficar de zóio no prego, era de R$ 264 mil. A prefeita loirosa de Cambu, Luzia Coppi Mathias (PSDB), esperava ter um lucro de 300 mil reales. Ela acredita que o resultado final deve ficar perto disso. ?Vamos esperar a pesagem do último lote, de sucata, pra ver qual será o total arrecadado?, disse. O tal lote é de carteiras, cadeiras e peças de ferro de todo tipo, vendidos a 18 centavos por quilo.

Como o pagamento era feito à vista, em dindim ou cheque, toda a grana já foi depositada na conta da prefa. Luzia promete usar o dinheiro pra comprar equipamentos pra secretaria de obras. ?Se dependesse só de mim investiria numa patrola, mas vou conversar com o secretário pra saber do que estamos precisando?, contou.

  •  

Deixe uma Resposta