• Postado por Tiago

INTERNA_12_base-direita_cachorro-praia-balneário_foto-leitor

Dois enormes cadelos passeavam entre os banhistas

Cães passeando na areia, entre o povão que vai curtir a praia. A sacanagem foi flagrada pelo leitor A.R.C., que esta semana viu dois cachorrões circulando na praia Central de Balneário Camboriú, numa boa.

A. tá indignado com a falta de fiscalização do município. Ele procurou o DIARINHO pra saber que atitudes tomar quando uma cena dessas acontecer. ?A quem se deve recorrer? À polícia, aos bombeiros, ligar para a prefeitura, levar os cães para casa??, pergunta, em tom irônico.

Para ele, os cães soltos na praia atrapalham a diversão de moradores e turistas e emporcalham as areias. Isso sem falar que podem espalhar doenças, como bicho de pé, bicho geográfico e micoses. Ele acusa a prefeitura de fazer vistas grossas pro problema, já que há placas proibindo os animais na praia, mas não há fiscalização.

Tem 30 fiscais de bizolhando

André Ritzmann, secretário do Meio Ambiente da Maravilha do Atlântico, garante que a prefa fiscaliza a circulação de animais nas areias da praia. Pra isso, a secretaria conta com 30 monitores que bizolham a bicharada. Assim que um deles vê os cachorros em lugar proibido, avisa a secretaria de Saúde, órgão que manda os fiscais em cima dos donos sem-noção.

Gilberto Pereira da Silva Junior, o Betinho, diretor da vigilância sanitária, disse que vai reforçar o trampo de retirada dos animais da praia. O dono que não cumprir a proibição pode até levar multa.

Uma reunião entre os chefões da secretaria de Saúde, Meio Ambiente e a Vigilância Sanitária deve ser marcada pra semana que vem. ?Vamos fazer um estudo pra melhorar essa situação pra temporada que vem?, afirma o bagrão.

As denúncias podem ser feitas pelos telefones 3261-3200 e 3261-6285, que são da secretaria da Saúde, e 3366-4593, que é do centro de controle de pragas urbanas.

  •  

Deixe uma Resposta