• Postado por Tiago

A itajaiense C.A. não começou a semana com sorte. Ontem, foram quase três horas de espera na fila de bancos. Tudo porque tanto o Banco Popular quanto o Banco do Brasil [BB], desrepeitam o cliente e não cumprem a lei que determina o máximo de espera de 20 minutos nas filas.

A leitora precisava acertar o IPVA da caranga. Ontem era o último dia do prazo pra pagar sem multa. Pra fugir das enormes filas bancárias que se formam sempre às segundas-feiras, dona C. foi até o Banco Popular, que pertence à rede do BB e fica na rua Felipe Schmidt, no centro.

Por lá, foram duas horas de espera. A alegação dos funcionários foi de o sistema dos computadores estar fora do ar.

Sem mais tempo pra esperar, já que a conta precisava ser paga ontem, a leitora decidiu ir até a agência do BB, que fica ali pertinho. Mas chegando lá, uma surpresa daquelas: fila de dar voltas e voltas dentro do banco.

Depois de 40 minutos esperando no local, dona C. decidiu botar a boca no trombone. Dos quatro caixas disponíveis no banco, somente um estava funcionando.

Às 15h45, o DIARINHO telefonou pra leitora, que ainda estava no BB. Menos cabreira do que a primeira vez em que havia conversado com a reportagem, ela contou: “Abriram os outros três caixas, mas ainda tem muita gente esperando”.

Tudo normal

Arnaldo Krieger, funcionário do Banco do Brasil, disse ao DIARINHO que o atendimento ontem na agência do BB do centro tava normal. Ele garantiu que os quatro caixas disponíveis no banco ficaram durante o dia atendendo ao povão. “Os caixas só pararam pro intervalo de lanche, nada mais”, garantiu Krieger.

  •  

Deixe uma Resposta