• Postado por Tiago

Não foi desta vez que os policiais civis da Santa & Bela viram seu prometido plano de carreira chegar à Leleia pra ser votado. A reunião com os deputados que formam a bancada do governo pra acertar os últimos detalhes, que tava marcada pra ontem, foi adiada pro dia de 15 de junho. Isso porque os políticos querem mais tempo pra meter o bedelho no projeto. Quem não gostou nadinha da novidade foram os policiais, que esperam pela aprovação do papéli desde o final de 2005.

Há duas semanas, quando o plano foi apresentado aos deputados que fazem coro à voz do governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) na Leleia, já tinha rolado em uma baita saia justa. Mandachuvas da polícia militar se meteram onde não foram chamados e decidiram dar pitacos no papéli. Diante do falatório dos homens de farda, o governador encolheu o rabinho entre as pernas e decidiu voltar a tocar no assunto só depois que os deputados estudassem a proposta.

Com o novo adiamento, os policiais vão ter que esperar mais uma semana pra serem finalmente atendidos. “Esperamos que isso não interfira no resultado, até porque o nosso plano de carreira é uma promessa do governador”, disse a presidenta da associação dos delegados catarinas, dotôra Sônea Mara Ventura Neves.

Ela disse que a mudança de cronograma não agradou. “Não podemos ficar felizes com mais um atraso. Só vamos ficar tranquilos quando esse projeto for à votação”, lascou.

O chefão do sindicato dos trabalhadores em segurança pública (Sintrasp) do estado, João Batista da Silva, concorda com a dotôra. “A nossa expectativa é muito grande. Cada vez que é postergado, representa uma nova frustração”, afirmou.

  •  

Deixe uma Resposta