• Postado por Tiago

O libanês Mohamad Hassan Ataya, que foi pra jaula no final da semana passada, continua vendo o sol nascer quadrado. O traste tava com duas identidades falsas e ainda é suspeito de montar uma empresa arara, ou seja, uma firma fajuta. Mohamad responderá por uso de identidade falsa e falsificação de documento público.

O preso é suspeito de abrir uma empresa arara chamada de Ize Transportes Ltda, na avenida Reinaldo Schmithausen, no bairro Cordeiros. No local, os policiais civis descobriram que o CNPJ pertence à outra firma, que tá com a situação cadastral inativa pela Receita Federal.

As investigações apontaram que o gringo já teria feito várias compras de mercadorias como móveis, extintores, veículos, espelhos, entre outros. Só que os cheques, com valores acima de R$ 100 mil, estariam voltando por falta de saldo na conta.

No momento da prisão, o libanês tava usando duas identidades falsas, em nome de Antônio Alves Mercês e Carlos Eduardo Reis, o que piorou ainda mais a situação do cara.

Os tiras informaram ainda que Mohamad estaria aplicando o golpe em várias cidades da Santa & Bela. “As investigações prosseguem, já que algumas vítimas começaram a aparecer”, explica a delegada Aline Zandonai. Há três anos, Mohamad já caiu pelo mesmo crime. Só que daquela vez, o golpista tinha montado uma empresa de brincadeirinha no São Vicente.

  •  

Deixe uma Resposta