• Postado por Tiago

Seu Odilon Masson, 61 anos, tá cabreiro com a assistência técnica que envolve a troca de celulares da LG nas lojas Salfer. O celular que ele comprou pra filha ficou mais de um mês no conserto e a assistência técnica só deu entrada no papel 10 dias depois que o aparelho chegou. Por conta disso, a loja não quer trocar, pois o prazo escrito no papel é menor do que o estabelecido por lei.

O celular foi comprado na Salfer do centro de Navega, no dia nove de maio. No dia 27 daquele mês, o aparelho foi enviado para a oficina Cellfix, em Curitiba. O bichinho voltou para casa no dia três de julho com um novo problema: quando o cartão de memória era colocado, ele não fazia chamadas. Seu Odilon foi até a loja para tentar trocar o equipamento, pois a filha trabalha num escritório e não pode ficar sem o danado. Conta que o gerente simplesmente negou a troca. Revoltado com a sacanagem, denunciou o caso à Procon.

Rogério Valmor Baldança, gerente da loja, diz que não pode trocar o aparelho porque no papéli enviado pela assistência técnica tá escrito que o conserto começou no dia oito de junho e por isso a matriz da Salfer não aceitaria, já que havia passado do prazo de garantia. O DIARINHO ligou para a Cellfix na tarde de ontem, mas ninguém atendeu.

  •  

Deixe uma Resposta