• Postado por Tiago

INTERNA_abre-direita_--liquidacao-floripa_-foto-rubens-flores-08jan10-(5)

Povão não perdeu a chance de comprar muito com pouco dinheiro

Grandes lojas de departamento de Floripa entraram na onda promovida pelo Magazine Luísa há 17 anos e, ontem, fritaram o estoque encalhado. A liquidação de até 70% atraiu uma carrada de gente na capital manezinha. Teve gente que ficou na fila por mais de 12 horas.

A venda das lojas ultrapassou o esperado. O faturamento de sexta-feira equivaleu há pelo menos uma semana de ralação, dizem os lojistas. ?Eu queria muito uma TV de 40 polegadas. Cheguei na quinta-feira às 16h. Como vi que não tinha ninguém na fila, dei uma volta, comprei algo pra comer e me sentei na porta às 18h?, conta Sidelma Oliveira, que conseguiu realizar o sonho e levou pra casa uma tevezona a preço de banana.

Um grupo de amigos também resolveu dar um upigreidi em casa. Na esperança de comprar uma geladeira, um micro-ondas e brinquedo pras crianças, Valdir Nieches juntou os colegas de trabalho e chegou na fila no calçadão da Felipe Schmidt às 3h do cu da madruga. ?Como estávamos em grupo não deu sono. Não consegui comprar o forno, mas levo outros produtos e gastei somente R$ 90 a mais do que esperava?, conta ele, que pagou R$ 50 numa motoca elétrica pro filho. ?Antes do Natal ela custava mais de R$ 400?, comenta.

Na região central de Floripa, as lojas fizeram de tudo pra chamar a atenção dos clientes. No Koerich, além dos preços atrativos e a promessa de entrega dos produtos em casa, tinha ainda o ator Geraldo Cunha. Ele interpreta o seu Maneca, folclórico personagem manezinho. Não deu outra: roubou a cena e ajudou a chamar ainda mais compradores.

A aposentada Vânia Gertres, que curtia o show de seu Maneca logo após fazer suas compras, gostou da apresentação, dos preços e da promessa da mercadoria ser entregue em casa. ?Só o fato de eu não ter que levar tudo nas costas e pagar a mesma coisa já valeu?, comemorou.

Cofre cheio!

No Magazine Luíza, somente ontem, o faturamento foi de R$ 75 milhões nas 455 lojas no Brasil. Hércules José Guerra, gerente da empresa na Grande Floripa, disse que só saberá quantos itens foram comercializados na liquidação deste ano após o encerramento da promoção, que termina hoje.

A direção da Koerich não revela números, mas diz que as vendas superaram o faturamento de pelo menos uma semana de trabalho.

  •  

Deixe uma Resposta