• Postado por Tiago

INTERNA_13_base_carro-em-cima-da-calçada-BC_LEITORA-(10)

Carro, caminhão e até mercadorias em cima da calçada

Moradores da Praia Brava, em Itajaí, e do Ariribá, em Balneário Camboriú, estão passando um perrengue pra poder andar em alguns pontos das calçadas da rodovia Oswaldo Reis. É que algumas lojas instaladas no lado leste da rodovia, principalmente em Balneário Camboriú, estão usando as calçadas pra estacionamento de clientes e funcionários, deixando o povão se lascando pra arrumar uma maneira de atravessar.

A auxiliar administrativa J.M., 35 anos, é uma das sofredoras que precisa passar pelos obstáculos diariamente. Ela mora na Praia Brava, na cidade peixeira, mas trampa num escritório na Maravilha do Atlântico. Na semana passada, ao desviar de um carro estacionado na calçada da loja Le Monde Multimarcas, ela torceu o pé e quase caiu no meio da rodovia. ?Com certeza seria mais um caso de morte, pois os carros não teriam tempo de parar. Mas o pior ainda foi ser xingada pelo motorista que estacionou o carro segundos antes, na minha frente?, reclamou.

Outra loja que deixa J.M. fula da vida é a Ortobom. Ela reclama que além de deixar o caminhão plantado bem em frente à loja, os carinhas da descarga ainda deixam colchões espalhados pela calçada e não há quem consiga passar por ali. ?Temos que passar pelo meio da avenida e isso acontece semanalmente. Já reclamei, mas eles não dão bola?, disse, completando: ?O que me deixa revoltada é que eles têm pátio nos fundos e poderiam usar pra estacionamento e pra carga e descarga?.

Bagrão do Fumtran admite perigo

Jaime Mantelli, gestor do Fundo Municipal de Trânsito (Fumtran), sabe da gravidade do problema. ?Ali, não tem o que se discutir. É fazer e ponto?, carcou.

O abobrão do Fumtran disse que a secretaria de planejamento da prefeitura já foi acionada e um projeto pra recompor os passeios de pedestres da Oswaldo Reis já está sendo elaborado. ?Assim que o projeto for concluído, deve ser mandado pra secretaria de obras executar o serviço?, explicou.

Mantelli não deu um prazo pras obras começarem, mas admitiu que a situação é de emergência pois a região é de alto risco pros pedestres e o trampo tem que ser feito logo. ?Até porque com a chegada da temporada, o fluxo de veículos ali aumenta ainda mais?, ressaltou.

Não sabia, diz gerente

Elaine Perly, gerente da Le Monde Multimarcas, desconhece o problema e diz que até hoje nenhuma reclamação foi feita na loja. ?Em cinco anos, ninguém veio falar nada. Mas eu sei que às vezes acontece de alguém estacionar um pouco fora da faixa?, admitiu.

Ela disse que os funcionários vão ficar mais atentos pra que o espaço dos pedestres seja respeitado.

Fabiano, que seria o responsável pela Ortobom, não tava na loja na tarde de ontem e o celular dele estava desligado.

  •  

Deixe uma Resposta