• Postado por Tiago

Um tiozinho preparou um jantar diferente para os Dias dos Namorados. Ao invés de flores e bombons, o monstro enfiou veneno de rato no meio do pão e ofertou à namorada. A ceia macabra foi montada numa baia da rua José Manoel da Costa, no centro de Navegantes. A muié conseguiu escapar da morte e chamou os milicos, que o levaram preso. Mas ela ficou com o coração mole, não apareceu pra registrar a treta e o traste foi liberado.

Antes do jantar macabro, o maridão já tinha resolvido encher a esposa de porrada. No começo da madruga, Mathias Gonzala, 44 anos, chegou em casa bêbado e tentou dar uma surra em Lúcia Brandão Maltha, 44. A muié conseguiu siscapar das pancadas, mas a fúria do marido era tão grande que ele queria obrigar a coitada a comer um pão com veneno de rato.

Lúcia fechou a boca pro pão demoníaco e chamou os meganhas pra conter o bebum. A esposa já tinha feito várias queixas contra Mathias, acusando o marido de ameaçá-la de morte. Os milicos que atenderam a briga garantiram que passaram o caso pra depê de Navegantes.

Só que o delegado Savério Sarubbi informou que o caso não chegou nas mãos da polícia civil e a briga do casal não foi registrada na depê. O dotô ainda explicou que quando acontecem casos parecidos com esta tentativa de assassinato, o correto é encaminhar o safado à delegacia mesmo contra a vontade da vítima. “Se for constatada a violência, o cara é preso e a ocorrência registrada, mesmo se não for a vontade da esposa”, explicou o dotô.

Desceu o sarrafo

Outro que deu uma de machão e desceu o sarrafo na amada foi um dimenor de 17 anos. O aprendiz de cafajeste chegou em casa injuriado e agrediu a namorada M.E., 30. A pancadaria rolou por volta das 17h de quarta-feira, na rua José Francisco Matheus, nos Cordeiros, em Itajaí.

A muié conseguiu chamar os meganhas, que levaram o minitraste pra 1ª depê. Como o rapaz era dimenor, assinou uma papelada, jurou que não ia mais bater na muié e foi liberado. A coitada voltou pra casa cheia de roxos pelo corpo.

  •  

Deixe uma Resposta