• Postado por Tiago

O governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) sancionou e publicou a lei que cria o salário mínimo para Santa Catarina, aprovada mês passado na assembleia Legislativa. O novo mínimo, que terá variações de pisos de R$ 587, R$ 616, R$ 646 e R$ 679, passará a valer a partir de 1º de janeiro do ano que vem.

Santa Catarina é o quinto estado brasileiro a criar um salário mínimo próprio, maior que a merreca nacional dos R$ 465. Os sabichões do departamento Intersindical de Estudos e Estatísticas Socioeconômicos (Dieese) calculam que 400 mil trabalhadores no estado serão beneficiados diretamente com a medida.

Pro deputado Pedro Uczai (PT), autor do primeiro projeto sobre o mínimo estadual, os benefícios da medida vão além do aumento de salários pra peãozada. “Aumentar o salário mínimo daqueles que menos recebem melhora também a economia catarinense”, discursa o deputado polacão, argumentando que, com mais dinheiro no bolso, o trabalhador consome mais e, com isso, ganham o comércio e a indústria do estado.

O projeto aprovado e agora sancionado foi de autoria do governador Luiz Henrique da Silva, que levou pressão dos sindicalistas. Pedro Uczai, junto com os sindicatos, liderou a campanha para a coleta que resultou em 50 mil assinaturas num documento pedindo pro governador que apresentasse o projeto do mínimo estadual.

  •  

Deixe uma Resposta