• Postado por Tiago

Haja paciência!

Pingo – A Ministra Carmem Lúcia do STF concedeu liminar determinando a suspensão da posse de novos vereadores nas câmaras municipais com base na emenda que aumentou em 7.709 o número de cargo sem todo o país. Eventuais posses já ocorridas deverão ter os seus efeitos suspensos por força da liminar concedida.

Respingo – “A eleição é processo político aperfeiçoado segundo as normas jurídicas vigentes em sua preparação e em sua realização”, afirmou a ministra. O despacho acatou argumento do procurador geral da República, autor da ação, que afirmou: “Sem qualquer justificativa, a alteração constitucional promove imensa interferência em eleições já encerradas, pondo todos os municípios do país a refazer os cálculos dos quocientes eleitoral e partidário, como nova distribuição de cadeiras, a depender dos números obtidos, que podem, inclusive trazer à concorrência partidos que não obtiveram lugares anteriormente”. Os suplentes deverão aguardar um pouco mais para representar os seus eleitores. Paciência!

Pingo – O deputado Ivan Valente (PSOL-SP) e a deputada Janete Pietá (PT-SP), dois dos seis parlamentares brasileiros que foram a Honduras para se informar sobre a crise causada pelo retorno ao presidente deposto e abrigado na embaixada brasileira, se recusaram a participar de um jantar oferecido pelo presidente Micheletti. Argumentam que tal encontro poderia ser entendido como uma legitimação do governo em exercício.

Respingo – Tal comportamento assegura o “grau de isenção” com que os dois parlamentares encaram o “affaire” hondurenho. Por conveniência ouviram só o “cumpanheiro Zelaya”, sem tomar conhecimento da versão dos legalistas que o afastaram no cumprimento da constituição de Honduras. É sempre assim.

Pingo – A proposta de anistia prevista no Acordo de San José, base da negociação para a crise política de Honduras, tornou-se mais um entrave para as negociações. O presidente deposto Manuel Zelaya quer ampliar o alcance do perdão – que originariamente se limitaria a crimes políticos – para abranger outros delitos que pesam contra ele na Justiça. Pretende incluir o perdão de uma retirada de 40 milhões de lempiras (US$ 2,13 milhões) do Banco Central de Honduras para financiar, segundo ele, o plebiscito que não ocorreu.

Respingo – Como muitos já sabiam, “havia caroço debaixo desse angu”. Por se tratar de gastos sem comprovação é fácil entender inúmeros apoios recebidos de ilustres governantes, simpatizantes desse tipo de habilidade administrativa. Tomara que a generosidade “cumpanheira” que já lhe deu teto não venha a se responsabilizar pelo “descuido” do deposto, comparecendo ao caixa em nome da integridade latina.

Pingo – O Brasil vai comprar terras da Bolívia para onde serão levadas cerca de 300 famílias de brasileiros que moram e trabalham na faixa fronteiriça de 50 km da Bolívia com o Acre. A operação foi feita por meio da Organização Internacional para as Migrações e custará ao Brasil cerca de US$ 10 milhões, incluído o reassentamento. As posses dos brasileiros serão entregues a correligionários de Evo Morales, que adotou política de reassentamento de seus partidários nas províncias onde sofre forte oposição.

Respingo – Uma vez mais o Brasil entrega dinheiro para o “cocaleiro” que o usará para fazer política eleitoreira. Deveria, pelo menos, exigir a condição de imigrantes legais para os nossos patrícios, tal como foi feito meses atrás para cerca de 10.000 bolivianos que se encontravam ilegalmente em nosso país.

Pingo – Integrantes do MST invadiram e saquearam a Fazenda Santo Henrique, na localidade de Borebi, no estado de São Paulo. A polícia apreendeu um caminhão-baú transportando caixas de laranja a granel, máquinas, ferramentas e uniformes subtraídos da propriedade. Os militantes usaram tratores da empresa para destruir mais de sete mil pés de laranja, conforme revela filme da polícia. “Trocamos a laranja, que vai para o exterior, por alimento para acampados”, afirmou o coordenador estadual do MST.

Respingo – O filme exibido nos principais canais de televisão provocou sentimento de revolta na maioria da população brasileira. Gostaria de saber se o nosso presidente também chorou ao ver a matéria veiculada pelas TVs dos sem terra dizimando laranjais com um eficiente trator e sua líder justificando.

  •  

Deixe uma Resposta