• Postado por Tiago

abre-p1-bloco-macunaíma

Bloco tradicional faz contagem regressiva pros 150 anos de fundação da city peixeira

Tem muita escola de samba e bloco carnavalesco que começa a se coçar só depois que a prefa libera o dindim. Este não é o caso do tradicional bloco Macunaíma, do centro de Itajaí, que desde julho do ano passado vem fazendo promoções pra angariar fundos e reunir a diretoria pra bolar tema e samba-enredo. ?Tributo ? 1000 anos para Itajaí? fala da colonização da cidade peixeira, seus templos, seu povo e a ligação com o rio e o mar. O bloco tem 40 anos de avenida.

O Macunaíma tem 230 integrantes e conta com sete alas: colonizadores, açorianos, comissão de frente, crianças, bateria, pescadores e rio Itajaí-Açu. Tem também dois carros alegóricos e uma porta-estandarte. Dos R$ 13 mil da prefa, foram pagas duas parcelas.

O presidente do bloco, Walter Baião, que também é presidente da liga Itajaiense das Escolas de Samba, disse que tá quase tudo pronto e a galera tem se reunido pra fazer as fantasias e ensaiar toda noite, depois do expediente. ?A casa da minha mãe de 89 anos tá tomada de fantasias. Em todos os cômodos tem roupas em azul e branco, menos no quartinho que ela tira uma soneca?, relata. Os carnavalescos foram o próprio Walter, além de Mário Baião e Marcelo Ventura.

  •  

Deixe uma Resposta