• Postado por Tiago

INTERNA-6---p---tráfico-de-drogas-mil---ocorrencia-da-monte-macalú

Apreensões rolaram na região e fizeram a limpa na traficantalhada

Em menos de meia hora foram apreendidas 154 pedras de crack em Camboriú. A limpa rolou entre as 20h40 e as 21h de quinta-feira, no bairro Monte Alegre, em dois atraques diferentes. Uma trafica e um dimenor foram guentados acusados de estarem envolvidos com o tráfico de drogas na região.

Às 21h, meganhas do pelotão de patrulhamento tático (PPT) resolveram fazer uma limpa na área do Monte Alegre e do Conde Vila Verde. Encostaram numa casa da rua Monte Macalú, onde tinha denúncias de tráfico, e flagraram uma montoeira de viciadinhos dimenores entrando e saindo o tempo todo da baia.

Farejando que havia algo de errado por lá, os milicos deram o atraque. Reviraram a casa de cabeça pra baixo e encontraram 144 pedras do demo guardadas dentro de um armário. A dona da casa, Eliane Lessa Lins, 19 anos, e seu companheiro, J.L.L., 18, não tiveram nem o que choramingar e foram levados pra delegacia.

A muié assumiu a bronca e foi parar no xadrez por tráfico de drogas. Já a piazada que tava no local foi levada pra casa pelo conselho tutelar, que tá mandando ver no toque de acolher.

Mais um

Vinte minutos antes, a casa caiu na rua Monte Castelito, também no Monte Alegre. A PM baixou num comércio da rua e, quando os fardados entraram, um moleque de 15 anos começou a andar de um lado pro outro. Os meganhas deram uma geralzona e acharam um pote recheado com 10 pedras do capeta, embaladas e prontinhas pro comércio.

O aborrescente borrou a cueca e disse que a drogalhada era do seu mano. Logo em seguida, se arrependeu e afirmou ter pego a porcaria de um desconhecido. Os tiras não pensaram duas vezes e bateram na casa do suspeito, na rua Monte Jabor, no Conde Vila Verde. Quando chegaram lá, o cara não tava, mas seu papai ficou de cabelo em pé com o atraque dos PMs e permitiu a entrada na baiuca.

Os policiais reviraram o quarto do rapaz e encontraram um soco inglês, R$ 148,50 e um binóculos, que os milicos desconfiam que era usado pra ver as baratinhas e fugir do atraque. O suspeito não foi localizado. O dimenor teve que assinar um termo pra responder à justa por tráfico de drogas.

  •  

Deixe uma Resposta