• Postado por Tiago

INTERNA_12_base-quiosque-navegantes_foto-luz-clarita

Os botecões viraram refúgio de bandidos, diz leitora

A leitora Alessandra Albuquerque perdeu a paz das caminhadas noturnas, depois que dois quiosques na área da praia central de Navega foram abandonados pelos donos. Os locais viraram ponto de malacos, que usam drogas numa buena ou usam as estruturas como esconderijo da polícia.

Alessandra, que mora no centro, diz que pegou medo de bater perna pelo calçadão da praia perto dos quiosques. ?Se o dono não quer mais, derruba, aluga ou vende, pois é o ninho da maconha de Navegantes?, lasca.

O pior, acusa a leitora, a PM passa pelo local e não faz nada. Alessandra, que afirma ter votado no prefeito Roberto Carlos (PSDB), quer saber também o que a prefa pode fazer para resolver o problema.

PM tá de zóio

?Já houve várias prisões no local. O ideal seria fechar os quiosques?. É o que sugere o subtenente Nilton Coelho Ferreira, da PM de Navega. O oficial revela que o quiosque que dá trabalho à PM é aquele que fica perto do Sinergia, pois o outro tá bem fechado e não tem como a malacada entrar.

Há dois meses houve uma denúncia de venda de drogas no local e traficas foram presos. O oficial conta que o tráfico foi combatido, mas de vez em quando a PM pega um usuário de drogas nos quiosques. Andarilhos também frequentam o pedaço. Nesses casos, a puliça pede que os caras siscafedam.

Não pode demolir

O procurador geral do município, Fabiano Zucco, explica que os quiosques não podem ser demolidos. Ele explicou que os botecões ficam em área de preservação ambiental e o Ministério Público Federal entrou na justiça há 12 anos para tirá-los de lá. Como os quiosqueiros recorreram da decisão, o caso ainda tá enrolado na dona justa.

  •  

Deixe uma Resposta