• Postado por Tiago

Foto: Carlos Kiliam / Divulgação Alesc  Servidores foram impedidos de entrar na casa do povo que já tava cheia

Foto: Carlos Kiliam / Divulgação Alesc Servidores foram impedidos de entrar na casa do povo que já tava cheia

A pressa dos deputados estaduais em aprovar de qualquer jeito os projetos antes de entrarem em férias quase terminou em pancadaria hoje à tarde na Assembleia Legislativa. O rolo teria começado após professores e policiais militares terem tentado entrar na casa do povo e foram impedidos. As portas foram trancadas porque do lado de dentro, tanto no hall quanto no plenário, não cabia mais ninguém.

A negativa em deixar a turma entrar foi motivo pro início da baixaria. A rapaziada não pegou leve, ameaçou arrebentar as portas e o hall inaugurado dia desses e que custou quase R$ 1,5 milhão. ?O desejo era acompanhar o encaminhamento de projetos de interesse destas categorias?, avalia o deputado sargento Soares, representante dos milicos que não gostou muito de ver seu povo ser barrado no baile.

A confusão do lado de fora da Leleia foi tão grande que a sessão teve que ser suspensa até que os ânimos voltassem ao normal. Como o clima tava muito tenso, os deputados decidiram pela retirada do projeto dos militares da votação. O projeto dos milicos pode voltar à votação na sessão de amanhã pela manhã.

  •  

Deixe uma Resposta