• Postado por Tiago

CAPA-ABRE-s---marcilio

Técnico peixeiro foi pra cima do juiz depois do jogo

O Marinheiro voltou de Pelotas com mais uma derrota na bagagem. O jogo contra o Brasil, na tarde de sábado, terminou com o resultado de 2 a 1 pros donos da casa e muita confusão em campo, graças a atuação polêmica da arbitragem. Marcelo Régis marcou os dois gols do Brasil e Charles descontou para o Marinheiro.

A implicância do time peixeiro com a arbitragem já começou aos 10 minutos do primeiro tempo. João Rodrigo subiu para disputar uma bola de cabeça, dentro da área, e o juizão marcou pênalti, alegando que o gaúcho tinha sido empurrado pela zaga peixeira. Marcelo Régis cobrou e marcou seu primeiro gol com a camisa do time gaúcho.

A vaca foi brejo de vez aos sete minutos depois. A zaga marcilista saiu jogando errado e a bola sobrou novamente para Marcelo Régis emendar uma bomba no ângulo e ampliar a vantagem do Brasil. Os jogadores do Rubro-anil reclamaram impedimento do atacante, mas o juiz não deu bola pra choradeira.

No segundo tempo, o time gaúcho veio disposto a administrar a vantagem e foi levando o jogo em banho-maria até os 15 minutos. O Marinheiro fez boa jogada pela lateral e Charles aproveitou o cruzamento para estufar as redes. O Marcílio ainda tentou o empate mas não conseguiu passar pela marcação gaúcha.

No fim do jogo, os jogadores e comissão técnica partiram pra cima do juiz pra tomar satisfação e a polícia teve que entrar em campo pra evitar que o pior acontecesse. Com o resultado, o Marinheiro fica na quarta posição da tabela, com três pontinhos, e o Brasil assume a terceira colocação, com sete pontos.

Na próxima rodada, os jogos rolam no domingo. O Marcílio Dias recebe o Criciúma em Itajaí, às 16h. O Brasil pega o Caxias fora de casa.

  •  

Deixe uma Resposta