• Postado por Tiago

CAPA-BASE-g---brigada-de-incendio

O Centreventos de Itajaí foi inaugurado sem o sistema de prevenção de incêndio projetado pra obra. Foi por esse motivo que a prefa contratou uma brigada de incêndio pra trampar durante a 23ª Marejada. A medida, anunciada como algo inédito na festa portuguesa, é, na verdade, um quebra-galho pra garantir a segurança do povão.

O major Edson Biluk, que coordena o trampo da brigada de incêndio na festa, confirmou que a presença de sua equipe é uma consequência da falta dos sistemas de segurança do Centreventos. ?Falta o sistema hidráulico, faltam pára-raios. Aqui o projeto não foi executado como nos outros centreventos do estado, por isso era necessário esse trabalho da brigada?, explicou.

A informação foi confirmada pelo chefão da Codetran, José Avercino Ferreira, que tá coordenando o trampo da segurança na Marejada. Ele disse que o major Biluk exigiu uma série de equipamentos como extintores de incêndio e luzes de emergência pra que a contratação da brigada tenha como trabalhar em caso de algum incidente mais grave. ?Foi a condição que o major impôs para trabalhar aqui?, disse o chefe dos guardinhas.

A galera que trampa na brigada foi contratada através da associação de Bombeiros Comunitários de Navega. Segundo o major Biluk, o pessoal da associação faz um curso específico pro trabalho em brigadas de incêndio. Um uniforme bacaninha foi feito especialmente pro trampo na festa em homenagem aos colonizadores.

  •  

Deixe uma Resposta